happines is found inside your heart.

terça-feira, 19 de abril de 2016

Sobre esses últimos acontecimentos

Passei o dia de ontem revoltada por tudo o que tem acontecido com a situação do meu país que gosto tanto, esse país que tinha tudo pra ser um dos melhores lugares para se viver. Estou extremamente sem chão pelo golpe que estamos recebendo, pela ignorância do povo, pelo ódio gerado nas pessoas, essas mesmas pessoas que não aceitam que outras pessoas tenham o mesmo que elas possam ter, pessoas que acabaram e assassinaram a democracia que penamos para construir, com essa ditadura disfarçada por milicos e bandidos corruptos, essas mesmas pessoas com discursos horríveis de que torturadores fizeram um bom trabalho, essas pessoas que são exaltadas.
Eu sofro, eu sofro por ser mulher, periférica, bissexual, nordestina, pobre e o meu único privilégio foi ter nascido branca, mas ainda sou minoria, sou minoria.
Me entristece ao ver que pessoas que chegaram na merda, que não tinham nada e graças a um governo que teve a consciência de que o pobre também poderia ter o que o rico tem, que seu filho também pode entrar numa universidade, que você também pode ter um carro e uma casa, me dói ver que pessoas que passaram por tudo isso apoiam o golpe, apoiam toda essa corja.
Não quero que essa postagem seja um discurso de ódio pela oposição, não quero ser igual essas pessoas, mas me entristece muito ver onde chegamos.
Sempre tive muito orgulho do meu avô, que veio do interior da Bahia com uma esposa e um filho, veio da roça, veio sem dinheiro, construiu uma casa, lutou contra a ditadura e a favor dos seus direitos, sempre soube se posicionar sobre o assunto, talvez eu seja leiga com tudo o que to falando, mas sempre tive orgulho de ter um homem como meu avô em minha vida, com ele aprendi muito, esse homem lutou, esse homem foi as ruas e esse homem me mostrou que a esquerda tá acostumada a cair, mas também estamos acostumados a lutar, então, a luta continua!