happines is found inside your heart.

quarta-feira, 23 de março de 2016

Jogos não me interessam

Eu quis estar com você, quis mostrar o meu melhor, até mostrei muitas coisas que julgo boas, mas tenho muito guardado, porque tenho medo, medo de me entregar, como eu sempre digo: eu sei que ninguém deve pagar pelo erro do outro, mas eu ainda tenho medo, eu não quero e não preciso passar por tudo o que já passei um dia, com outra pessoa que se parece tanto com outra pessoa que me machucou. Você não me quis por perto, você não fez questão de estar perto. Por um momento, junto de você, eu imaginei que as coisas pudessem ser diferentes, mas não. 
Eu tenho um problema sério em acreditar nas pessoas e também, te admirava muito por sempre ser sincero comigo, vi que isso não passou de um jogo. Isso é um jogo, é isso mesmo? Você me manter em banho-maria pra me comer quando não tem ninguém que você diz "melhor"? Saiba que jogos não me interessam.
Estou cansada de jogos, de pessoas que não querem nada com outras, estou cansada de me sabotar e cansada das pessoas que me sabotam psicologicamente, estou cansada de apenas transar, ser bom e não saber o que fazer no outro dia.
Gosto muito de você como pessoa, só te peço que não faça por onde eu deixar de gostar!

terça-feira, 15 de março de 2016

Dessa vez...

Dessa vez eu serei estranha.
Dessa vez eu não quero pessoas vazias que vão entrar em mim e depois vão me jogar para o lado.
Dessa vez eu não quero pessoas que me falem que não querem apenas sexo, mas é só sexo que elas me dão.
Dessa vez eu não quero ninguém.
Dessa vez eu me quero, só, por inteira, por verdade, por amor.
Dessa vez eu não te quero.
Dessa vez eu também não quero o outro.
Dessa vez eu não quero a outra.
Dessa vez eu não quero tentar entender.
Dessa vez você não vai me fazer mal.
Dessa vez eu não vou lembrar com carinho.
Dessa vez preciso de muito mais.
Dessa vez não.
Dessa vez eu cansei de verdade.
Dessa vez eu me amo mais.

quinta-feira, 10 de março de 2016

13

"Me procure se você quiser que seja diferente"

Você não me procurou, você não vai me procurar.
E eu confesso que no fundo eu ainda tinha uma ponta de esperança de que isso fosse acontecer, mas eu também entendo você não fazer isso, pelas coisas que você me falou, pelas coisas que eu já te falei. Eu ainda tinha esperanças de que um dia fosse dar certo, que fosse diferente. Eu falo no passado porque, parece que, agora eu entendo bem o que pode ou não acontecer. E entendo hoje que foi diferente e foi a nossa maneira, querendo ou não, eu também deixei tudo isso acontecer. Eu não me culpo mais. Eu ainda tenho uma barreira entre eu e outras pessoas, eu ainda me envolvo até certo ponto, por mais que eu queira me envolver mais, por mais que eu queira ter alguém todos os dias (ou não), mas ao mesmo tempo, não me importo em ser sozinha, como eu sempre falei, ficar sozinha não é algo ruim e nunca foi. Querer ficar com você foi algo ruim, porque só eu quis. E também, não sinto raiva e não te desejo nenhum mal, gosto muito de você para querer algo que não fosse bom pra você, te guardo em outro lugar no meu peito, ou pelo menos, tento fazer isso. Um dia esse amor errado vai acabar e vou contar essas histórias rindo.