happines is found inside your heart.

quarta-feira, 15 de julho de 2015

sósingular IV

Hoje me lembro bem da época em que eu era apenas solteira, não me lembro de ter sido sozinha, porem nesse momento, estou solteira E sozinha há quase cinco meses. Se sinto falta de ter alguém? Sinto em partes, mas essa falta passa a maioria das vezes e me sinto bem por poder (ou a palavra certa seria conseguir?) fazer coisas minhas sem ter ninguém por perto, coisas minhas e muito minhas, tão minhas que eu não consigo descrever aqui. Como falei outras vezes, tenho tido preguiça de me tornar interessante para alguém e realmente tenho preguiça, não encontro outra palavra, também esse é um dos motivos pelo qual estou SÓ.
Já tive a minha fase vadia (porque eu gosto dessa palavra) e acho que toda mulher deveria ter, sempre que falo isso lembro uma frase clássica de uma amiga minha de quando falavam pra ela que ela transava com qualquer um, a resposta dela era: Não, eu não "dou" pra qualquer um, eu só dou pra quem eu quero! Essa frase é muito minha também porque eu era/sou exatamente assim, eu sou dona do meu corpo, o que eu faço com ele o problema é somente meu e não acho, de forma alguma, que uma mulher que já teve muitas relações sexuais com pessoas diferentes seja... vadia e sem caráter, mas a questão dessa postagem não é essa. A questão é: escolhi ficar sem sexo e pensar apenas em mim. Acredito que quando você pensa muito em ter alguém mesmo que seja só pra sexo, você acaba esquecendo de si, sexo é muito bom e faz bem demais, mas cheguei nesse consenso de ficar sem sexo, não quer dizer que vá virar celibatária ou algo do tipo, nem quero me tornar virgem novamente, mesmo que isso fosse possível, não é essa a intenção, tem um ponto muito importante nisso também, não sinto atração em alguém ou alguém eu simplesmente que eu sinta vontade de fazer sexo. E isso tudo que eu escrevo é em relação a mim, somente a mim.
Estou na solidão a caminho da solitude. Estar sozinha (vou repetir sempre) não é algo ruim, mas me fizeram uma pergunta devido tantas postagens sobre estar só, se eu falo isso para me autoafirmar ou se realmente é bom estar sem ninguém. Cheguei à conclusão (rápida) que são as duas coisas, eu me acostumei a ter alguém e do nada eu não tinha mais e isso aconteceu durante anos, querendo ou não, é uma mudança. Com a minha autoafirmação eu me sinto bem assim. Também me fizeram a pergunta: Será que uma hora estar sozinha não vai ser chato? Eu tenho certeza disso.

Um comentário:

Fernanda Balster disse...

Hoje eu estava pensando no nosso breve papo de ontem sobre esse assunto..

Ter alguém para somar/dividir é muito bom. Eu sinto falta!
Mas eu sinto falta só dos bons momentos.

Qdo eu lembro do que foi ruim, quando lembro do que doeu, eu deixo de sentir falta dos momentos bons por simplesmente não querer passar pelos ruins de novo.

Não sei fazer nada pela metade. Eu gosto da intensidade das pessoas e das relações, e isso faz com o que o bom seja maravilhoso, mas com o que o ruim seja um abismo.

Eu gosto da minha liberdade, gosto da minha própria cia.. Pelo menos acho que gosto.

O problema é qdo aparecem pessoas interessantes no meu caminho e eu preciso ficar lutando contra a vontade que vem lá do fundo...

A minha sorte é que depois da última queda eu me tornei uma pessoa tão desinteressante que eu não tenho corrido o risco de alguém querer se envolver comigo... Então tem sido mais fácil esse "estar só".