happines is found inside your heart.

quinta-feira, 26 de março de 2015

Quanto vale?


Pensei em vários começos para escrever esse texto e só tinha a música do poeta maravilhoso na minha cabeça: "É melhor ser alegre que ser triste, alegria é a melhor coisa que existe..." E aí eu me pergunto: Até que ponto vale carregar uma tristeza? Até que ponto vale ser triste?

Não quero que essa postagem tenha um Q de alto-ajuda, odeio alto-ajuda, mas as vezes é bom falar sobre tristezas, ainda mais porque vejo muita beleza na tristeza e isso não é uma ironia.

Algumas vezes somos tristes e não por opção, não acredito que as pessoas são tristes porque querem ou porque precisam de atenção, claro que existem controvérsias, existem pessoas que são realmente tristes por que se decepcionaram, porque perderam pessoas, porque as coisas não aconteceram como esperavam e também as pessoas que fazem isso porque precisam de outras pessoas para uma bajulação ou coisa do tipo. Existem milhões de motivos para que exista a tristeza na vida de alguém, porem, entendi que a tristeza vicia, você se conforta em ser triste e com esse conforto, tudo a sua volta começa a ser cinza, começa a ser feio, todas as pessoas começam a te irritar, a felicidade das pessoas te irrita, o sorriso de alguém te irrita, mas a tristeza passa e não podemos esquecer desse detalhe tão importante. Eu adoro curtir a fossa, adoro chorar no meu travesseiro, ver filmes tristes, chorar no chuveiro, mas ser triste também cansa, como tudo em excesso não é bom, a tristeza não é boa ao exagero, mas diferente da alegria, da felicidade, ser feliz não cansa, não cansa quando você é realmente feliz e quanto mais feliz, mais feliz você quer ser e algumas pessoas tristes, quanto mais triste, mais triste querem ser e vão se afundando num mundo obscuro, vivendo sozinhas, se isolando de uma forma ou de outra. Felicidade é questão de ser, de querer. Tristeza também, mas, como falei acima, a tristeza passa, principalmente se você aceitar que ela vai passar.

Foto do meu instagram, aqui.

Nenhum comentário: