happines is found inside your heart.

quinta-feira, 23 de outubro de 2014

Pra mudar



"Um belo dia resolvi mudar e fazer tudo o que eu queria fazer..."

Sim, hoje acordei com a vontade de fazer todas as coisas que eu não fiz e me privei nesses últimos meses, e não pense e espere que eu diga que eu me privei porque você pediu, porque mesmo não havendo perguntas, a resposta será essa "mas eu não te pedi pra se privar de nada", não mesmo, eu fiz tudo porque eu quis fazer e fiz tudo porque achei que fosse o melhor pra mim e tive a resposta com o tempo, não foi, porem, se eu não tivesse feito, eu não saberia que seria assim.
Ainda falta você, mas da mesma forma que veio, vai embora.
Obrigada por isso!

quarta-feira, 22 de outubro de 2014

Que seja doce!

Estou aqui, mais uma vez, disposta a dar passos curtos e devagar só para estar ao seu lado.

segunda-feira, 6 de outubro de 2014

Rá!

Eu falava/falo demais, tinha/tenho esse problema. Falava/falo o que não devia/devo, falava/falo em horas erradas e para pessoas erradas, ou em horas certas para pessoas erradas, ou em horas erradas para pessoas certas, mas não lembro de ter falado nada para a pessoa certa na hora certa. Deve ter acontecido, deve ter tido algo certo na hora certa para a pessoa certa, mas não me lembro porque não é mais tão importante.

quarta-feira, 1 de outubro de 2014

Se eu não transbordo, eu desmorono

As vezes todos os acontecimentos de misturam, como se fosse um furacão, não tem como controlar (eu e minha mania de querer controlar tudo), sou do tipo de pessoa que transborda, eu transbordo sempre, se é amor, paixão, felicidade, tristeza, qualquer emoção. Transbordo e não consigo não transparecer, parece que eu acabo escrevendo na minha testa, não por vontade própria, minha vontade é de esconder tudo o que eu sou, mas não sei se isso é possível. Tem horas que eu sinto a necessidade de tirar tudo de mim, com isso eu tenho que falar, gritar, demonstrar tudo, exatamente tudo o que eu sinto, se eu não falo, eu choro, afinal, como eu disse antes, eu preciso tirar de mim de alguma forma, se eu não transbordo, eu desmorono. Aconteceu isso, tem acontecido e eu não sei mais me controlar. É isso.