happines is found inside your heart.

quarta-feira, 29 de agosto de 2012

Sonho


Eu tive um sonho estranho, muito estranho, não foi um pesadelo, mas acordei com uma sensação, digamos, desconhecida. Não sei explicar a sensação, mas não foi nada que eu me sentisse bem, mas também não me senti mal.
Eu estava caminhando por uma rua, parecia um beco, e um rapaz ao meu lado, víamos outra pessoa vindo em nossa direção e ele falou: Vem comigo pra esse lado, o outro homem sumia e nós estávamos dentro de uma garagem com muitos carros, o homem que víamos na rua/beco, apareceu nessa garagem e logo depois ele saiu com um dos carros e eu ficava completamente apaixonada pelo rapaz que me levou até a garagem. Acordei apaixonada e assustada.
É mais estranho se sentir apaixonada dentro de um sonho do que fora dele. Ou será que vivemos um sonho sempre? Será que a minha vida não existe? Será que um dia eu vou acordar e lembrar de todas essas coisas sem nexo que eu escrevo? Vou lembrar que vocês leem esse blog? Se for um sonho, vou sentir falta dele.

domingo, 19 de agosto de 2012

Não suma

Por favor, não suma de mim. Pode ser egoísmo da minha parte, mas você tem me feito tão bem, mais egoísmo ainda é pedir para você não sumir, mas não suma, não suma de mim, por favor.

domingo, 12 de agosto de 2012

Um tempo

Sinto que eu preciso de um novo espaço. Isso tá cheio de coisas velhas, de amores que passam e que não passam, uma flor murcha. As vezes penso que estou cansada de flores, mas se eu me perco dentro de mim, o que será do resto? Ou talvez eu só preciso mesmo é de um tempo pra pode me (re)colocar nesse mundo. Acho que um tempo, é, um tempo. Um tempo é bom.

quinta-feira, 9 de agosto de 2012

O mundo é composto III

Eu percebo que você mente pra mim, e isso me incomoda. Uma vez você me disse que tinha os seus motivos para fazer o que faz, eu tenho os meus, mas você não sabe quais são, mas me faz achar que sabe. Eu vejo uma diferença enorme, eu não minto! Não pra você!
Gostar de você já foi dolorido, hoje não é mais. Eu sinto como se a cada vez que eu lembro que eu gosto de você, automaticamente, viesse uma mão, só a mão, que já coloca um band-aid sobre o meu coração, ele já deve estar alto de tantos que já foram postos.
É claro que o que eu mais gostaria de ouvir é que você me quer por perto, me quer bem, eu sei que você fala essas coisas, mas não é da mesma forma que eu quero você por perto, não é o meu querer bem, isso não me incomoda mais. Pode parecer mentira, mas não é. Realmente não me incomoda, eu falo porque eu sinto vontade de tirar de mim, eu sinto mesmo.
Ah, como eu queria acordar e me apaixonar por uma outra pessoa, você não tem noção do quanto eu queria isso, e isso não quer dizer que eu me privo das pessoas, mas a cada dia que eu conheço uma nova, elas me irritam, elas não tem os mesmos assuntos que os meus, não sinto nenhum tipo de vontade de estabelecer uma nova relação com alguém que não me completa de alguma forma, eu gostaria muito que essas coisas mudassem. Ainda acredito que um dia vá mudar.
Ah, outra coisa que me veio agora, eu não tenho mais aquela esperança que eu tinha antes, aquela que você irá voltar e me pedir em casamente e teremos filhos lindos e morar na nossa terra. Não, eu não acredito que isso irá me acontecer. As vezes, acho que eu deveria acreditar ainda, mas eu prefiro assim.

sábado, 4 de agosto de 2012

Hoje eu acordei com vontade de ser mãe!

Era um bebê muito bonito.
Gordinho, cabelos enrolados, olhos castanhos e bochechas rosadas. aparentava ter quase um ano de idade, estava no meu colo, me olhava e sorria. Eu sorria muito, um riso admirado, como quando a gente se orgulha de uma coisa que fizemos e não esperávamos que pudesse dar certo. Você não estava presente, mas eu estava feliz com aquele bebê.
A sensação de felicidade que eu tive naquele momento, não se compara a nada que eu já pudesse ter vivido. Eu me senti bem, feliz e completa, e, você não aparecia, mas eu sabia que te pertencia também.

quinta-feira, 2 de agosto de 2012

Indignação de cada dia

Engraçado quando eu vejo alguém postar no Facebook que o Brasil não tá com nada nas Olimpíadas em Londres (eu concordo, Brasil já foi melhor). Só que eu fico a pensar: Que direito eu tenho de cobrar um atleta por ele não ter sido bom em seu esporte? Eu não tenho direito nenhum. O que me vem a cabeça agora, nesse momento é: As pessoas deveriam cobrar a quem tem mesmo que fazer algo por elas, não estou e nem quero menosprezar o esporte no Brasil, mas venhamos e convenhamos, o Brasil não investe em esportes, se já investiu, não sei quando foi. Por que não cobrar algo da Sra. Rousself que está lá na Inglaterra curtindo, enquanto o mais no qual ela governa está aqui, parado? E ainda me dizem que vamos ter Copa e Olimpíadas aqui...
Cansei.

quarta-feira, 1 de agosto de 2012

Idiot heart



I have you so close and so far.
Idiot heart, I know you love me.
And I... I love you so much!