happines is found inside your heart.

sexta-feira, 25 de maio de 2012

Não sou má, sou justa

Estou num momento em que posso sentir muita raiva de alguém, mas é um alguém específico, aquele alguém que sempre quer tudo o que você tem ou teve um dia, aquele alguém que não consegue olhar a sua vida de uma forma bonita, mas sempre querendo ser o que você é ou ter o que você tem. Aquele ser invejoso e asqueroso que um dia passou pela sua vida, ainda mais que fica rondando a sua volta para ver o que mais pode sugar.
Confesso que a minha ira é sem tamanho e que passei a te desejar coisas ruins, mas não é necessário, ao mesmo tempo que desejo o ruim, eu sei que eu não preciso fazer isso, porque aqui, aqui nesse mundo de injustiças, acredito ainda numa justiça, não de Deuses, mas sei lá, que seja do Universo, mas algo que eu sempre tive para mim é que: aqui se faz, aqui se paga.
Então, não perderei mais o meu tempo querendo ver a sua desgraça, eu sei que ela acontecerá e eu serei a primeira a ver. Serei a primeira a rir.
O que me importa é a minha índole, o meu caráter. O meu caráter é algo que eu tenho que posso me orgulhar, agora o seu? Ah, meu bem, o seu é só um demonstrativo de que você continua a não prestar, se é que você tem isso que chama de caráter.

quinta-feira, 24 de maio de 2012

Isa!

Gosto do jeito que você fala, da forma que você olha para o mundo e muito mais da sua timidez. Você tímida ao olhar para a câmera e o não olhar para a câmera, é tão linda.
Admiro a sua confiança em mim, pode ser que não tenha me revelado os seus segredos mais intensos, mas não quero saber, são segredos e são seus não precisa compartilhá-los para nos tornarmos o que somos hoje. O que a distância não separa.
Sinto saudade de você e essa saudade é como se um poço fosse aberto e a acada dia ficasse mais fundo. Sinto que precisamos de um abraço!



Para Isabela Dahab

sexta-feira, 4 de maio de 2012

Há alguns meses atrás, eu li uma reportagem na SUPERInteressante que dizia: 50 dias sem mentir (ou quase). Hoje achei essa reportagem na internet e pensei comigo "É agora!".
A partir de agora 12h30, não vou mais mentir :)
E eu acho que eu não tenho mais o que fazer.

quinta-feira, 3 de maio de 2012

22 pétalas

Eu queria escrever muitas coisas hoje, afinal, hoje é o meu aniversário e to com tempo pra isso, mas tempo não quer dizer criatividade, até vontade, mas não tenho criatividade.
Parei pra pensar que eu tenho planos a médio prazo, não sou do tipo que pensa na minha vida daqui há dez anos, mas penso na minha vida daqui há três ou quatro anos. Daqui há três anos, eu termino a faculdade e pretendo estar foda na minha profissão, fim. Vejo uma névoa sobre os próximos anos, não quero pensar sobre isso também. Prefiro o médio.
E enfim, gosto de aniversários. Gosto de planos.
Parabéns para mim!

PS: odiei o blogspot nessa nova aparência.