happines is found inside your heart.

sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

Charles*

Caí em meu patético período de desligamento. Muitas vezes, diante de seres humanos bons ou maus igualmente, meus sentidos simplesmente se desligam, se cansam, eu desisto. Sou educado. Balanço a cabeça. Finjo entender, porque não quero magoar ninguém. Este é o único ponto fraco que têm me levado a maioria das encrencas. Tentando ser bom com os outros, muitas vezes, tenho a alma reduzida a uma espécie de pasta espiritual. Deixo pra lá. Meu cerébro se tranca. Eu escuto. Eu respondo. E eles são broncos demais pra perceber que eu não estou mais ali.

Bukowski*

Ain't love the sweetest thing?



eu, simplesmente, amo essa música!

quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

estranha.












i'm strange - and not is today.

terça-feira, 25 de janeiro de 2011

tem horas que não dá mais

a intenção não é magoar e nem falar verdades, tanto porque não fui eu quem procurou ninguém.
tudo começou com um pedido idiota de amizade numa rede social imbecil.
há muito tempo não me lembro quem você é, ou o que você foi um dia, simplesmente, você passou, passou mesmo, diferente de outras pessoas que permanecem em minha vida com um sentimento de carinho muito forte e bonito, pessoas que eu quero bem e fico feliz de encontrar.
sabe o que mais me incomoda? é quando eu falo alguma coisa (que já estava engasgada na garganta) não é porque eu preciso falar e sim, porque eu sou má e não ligo para o sentimentos da pessoas e não lembro do que foi bom que aconteceu (isso eu não lembro mesmo, nem consigo lembrar das coisas ruins que aconteceram, sabe? realmente foi passageiro - até demais.). já estou acostumada a ser o monstro, pode ser que agora eu esteja mesmo sendo um.
a verdade é: nunca te desejei mal, nunca quis te ver mal, como também nunca te desejei o contrário, és uma pessoa totalmente indiferente para mim.
então, não me venha pedir para eu te esquecer ou parar de falar alguma coisa, eu já fiz isso há muito tempo, faça você agora.

inferno!

quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

eu quero que me fale "nós"

veja só, meu bem, tudo o que tinha, tudo o que ainda tem - por menor que seja, na verdade ainda tem muito e não sei por motivo eu falei no passado - é seu. ainda me sinto sua, não se se me sente sua, ou se ainda quer que eu seja o que estou aqui para ser. não sei se ainda espera algo, eu espero muito. espero porque eu sou um ser passional e com um bocado esperanças. isso contradiz muita coisa, mas eu disse, também, que tudo poderia mudar. eu sinto falta de muita coisa, mas as coisas mudam, as pessoas mudam. eu já disse, não são cobranças, eu só estou arrancado (aos poucos) todas essas sensações de mim, pode ser o que eu queira depois, mas agora é a minha necessidade. não quero que veja poesias aqui, não quero que entenda, não quero que me fale nada, ou melhor, eu quero que me fale "nós". eu quero você, assim, como você é, sem tirar, nem por, sem retocar o que possa existir de errado, (eu ainda sinto que você seja o tal dos sonhos). assim como somos. e como ainda podemos ser. acredito que podemos.
sim, eu amo você.

segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

belo.

Acontece isso comigo.

"Você sente saudade demais de uma pessoa, então começa a vê-la nas outras, em todos os lugares, de costas, por um jeito de andar, de sorrir."

Caio F.

sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

ou não guardar

eu senti a felicidade correr pelas minhas veias, senti o cheiro dela em meu suor.

nome pra quê?

Eu fui para a Augusta a noite passada, lembrei de você. Quando saímos pela primeira vez, foi pra lá que fomos. Tomamos café e depois fomos pra um boteco barato e perfeito. Bebemos várias cervejas, fumamos vários cigarros - eu parei de fumar, sabia? - e falamos muito das nossas vidas. Depois nos encontramos em um showzinho em algum SESC. Show do Nando Reis.
Depois disso eu não me lembro de nada mais.
Muitas coisas aqui mudaram, acredito que aí também.
Eu gosto de você e sinto saudades - de verdade.

quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

entendo perfeitamente

realmente, não queremos jogar as pedras na cabeça de alguém, mas mesmo sendo sem querer, não quer dizer que não doeu ou não vai doer.
não estou colocando culpas em pessoas. isso são só algumas coisas que vieram até mim agora, apenas.
eu gosto de te abraçar e ficar perto, gosto de sentir o cheiro de sono, gosto de te ver dormir, de ouvir a sua respiração na minha nuca, dos seus braços me cobrindo, gosto quando você diz que gosta de mim, quando me chama de "nega; minha menina bonita; cara de paçoca; branquela...", gosto muito de ter você perto de mim. gosto de ouvir a tua voz.
eu sei, também, que eu sou uma pessoa muito chata, talvez eu também seja uma criança grande.
eu te gosto, isso é fato!
(...)
Nada me resta
A não ser
A vontade de te encontrar
E o motivo eu ja nem sei
Nem que seja só para estar
Ao teu lado só pra ler
No teu rosto
Uma mensagem de amor

Léo Jaime

sábado, 8 de janeiro de 2011

\o/ ¬O

mente vazia
coração cheio

terça-feira, 4 de janeiro de 2011

eu sei que...

... eu vou explodir de tanta sensação boa!