happines is found inside your heart.

quinta-feira, 28 de outubro de 2010

nem o sol, nem a lua, nem eu.

enfim, eu também te amo.

Hoje eu encontrei a Lua
Antes dela me encontrar
Me lancei pelas estrelas
E brilhei no seu lugar
Derramei minha saudade
E a cidade se acendeu
Por descuido ou por maldade
Você não apareceu

Hoje eu acordei o dia
Antes dele te acordar
Fui a luz da estrela-guia
Pra poder te iluminar
Derramei minha saudade
E a cidade escureceu
Desabei na tempestade
Por um beijo seu

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

bode.

as vezes, sinto vontade de apagar tudo.

hoje acordei de mau-humor, maior do que os outros dias - os normais -, acho que dormi mal, minhas costas estão doendo. é, eu não acho, eu, realmente, dormi mal. acho que vou tirar umas fotos.

não sei onde, não sei o que, nem sei se eu quero tirar fotos, preciso procurar outras coisas, hoje eu não quero falar com ninguém. na verdade, eu quero sim, mas eu já não cumpri a minha palavra ontem rs, e sei que hoje eu ainda ligo.

queria ir ao teatro, ao cinema, um show, alguma coisa, mas não queria ir paro inferno, nem para o céu e... puff poderia ir para as 'trevas'. ficar o dia todo na cama, fazendo sexo e comendo besteira. não? é, não.

ah deixa pra lá, deixa tudo pra lá.

(flor bo-ni-ta da Flor)

árvore do cheiro bom

eu fiquei embaixo de uma árvore que tinha um cheiro muito bom, mas ela não tinha cara de que tinha o cheiro que eu estava sentindo. é estranho, mas eu acho que era dela mesmo.
mandei mensagens para algumas pessoas, liguei para outras, alguns responderam, ninguém me atendeu. fiquei ouvindo o mart'nália até dar a minha hora. sabe,? colocar a música para repetir diversas vezes rs.
acordei assim, sei lá. não quero escrever.
não tenho, acho que é isso.



Minha loucura
É te querer demais
A cabeça quer teu colo
A boca tem seu paladar
...
Só queria mais um momento
Um dengo um não sei que lá
Que pena que você nasceu sem tempo
Com hora marcada, sem poder chegar


Mart'nália
Composição: Arthur Maia, Ronaldo Barcellos e Mart'nália

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

é, eu gosto de você - e isso me basta II

eu falo sério quando digo que só você me basta; que gostar de você me basta; que quero você; que quero ficar com você, só com você; que eu não penso em outras pessoas; que é bom estar ao seu lado; que é bom dormir abraçado; andar de mão na rua; receber beijos na nuca, nas costas, no corpo todo; sim, eu falo sério. você me faz bem, me faz feliz, me deixa leve, me deixa calma. é bom. tudo isso é muito bom e verdadeiro. não tenho muito o que dizer. eu estou boba, com um sorriso indefinido estampado no rosto, a cada duas palavras, três, eu falo o seu nome, quero falar para todo mundo, quero mostrar tudo, mas não faço, tem coisas que eu prefiro guardar para mim, tem coisas que são muito mais bonitas aos meus olhos. enfim, não quero que ninguém entenda nada... mas eu estou tão feliz.

terça-feira, 19 de outubro de 2010

sem mais.

não consigo ler, escrever, falar, comer, nada.
sabe, sem ação, reação ou qualquer coisa. eu queria saber ser mais - que se foda, não lembro a palavra - mas ser isso que eu quero seria bem mais fácil, ou não. é ruim, sim, é ruim.
torço para que tudo dê errado, se é que isso é errado, mas certo não pode ser... e agora eu me pergunto: por que não?
não tenho essa resposta.
mas sim, torço pelo contrário. melhor falar assim.

sexta-feira, 15 de outubro de 2010

do rio.

"queria é que tu estivesse aqui, comigo. tudo é paz e sossego por aqui. o céu é leitoso de estrelas e o ar tem um cheiro que me lembra o teu. cheiro de coisa morna e fresca, de fruta madura recem colhida numa manhã de sol. quero um beijo teu bem demorado. quero o calor do teu corpo nu em meu corpo nu. quero cheirar o teu cabelo até eu ficar sem fôlego. eu te amo"

sr. Escaleno

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

rápido

eu to boba aqui desse lado.
sinto muita saudade...
muita vontade de sair correndo e ir até você pra dar um cheiro no cangote, te pegar a fazer cafuné, te deitar no meu colo e fazer dormir, dormir juntinho, agarrado, ouvir a sua respiração no pé do meu ouvido, sentir suas mãos grandes e macias me cobrindo toda.
tudo transborda agora, a saudade, a paixão, o amor, todo sentimento.
te quero aqui, coração.
te gosto um bocado, meu pilantra.

terça-feira, 12 de outubro de 2010

porque eu não tenho mais o que dizer

eu gosto da boca, do formato dos lábios e dos dentes grandes.
mas gosto muito mais do formato bonito do nariz.

disseram

Me disseram que eu não me expresso bem com as palavras, mas que faço isso de uma outra forma muito mais bonita e intensa. Eu também acho, agora eu acho. Se me incomoda? Não mais.
Me sinto tão calma hoje (mesmo com essa dor de cabeça - ressaca). Parece que estabeleci algo dentro de mim, não sei o que, mas parece isso, não sei o que pode ser.
Me disseram, outra vez, que nunca me entendem de primeira, mas eu não quero ser entendida, não precisa. Isso também não me incomoda mais, se é que um dia isso me incomodou.
Eu to com vontade de ouvir Tim Maia, Chico, Caetano, A-ha e mais um tanto de coisas. Que vida.
Farei isso?



Eu gosto dessa. Fiquei ouvindo um bocado.

domingo, 10 de outubro de 2010

só isso

transbordei

e nada mais.

sábado, 9 de outubro de 2010

acho que é TPM

Eu sinto saudade e isso já está ficando normal de ler aqui. A coisa tá apertando, entende?
Meu irmão joga vídeo game num volume absurdo, como ele consegue isso? To aqui, ao som de Chico, e a saudade aumenta, só que não tem como ouvir direito, não tem como competir com o barulho da TV, porra, as pessoas não se tocam, e se fosse simples pedir: B, abaixa o voluma, por favor. Ok, não é assim que eu falo, seria dessa forma: Porra, B. abaixa esse volume, tá moco¹, carai?! É, eu falo assim mesmo, ultimamente eu estou sendo uma pessoa sem escrúpulos, como diz o bem. rs.
Um saco, acho que é TPM (quando não sei o motivo, a culpa é dela).
Duas semanas? Enfim, como ele me disse ontem, não importa qual a distancia que estaremos um do outro, mas nos amamos e isso é bonito, é intenso e é sincero. Não foi bem assim, mas foi isso, só que to sentindo que essas duas semanas vão demorar a passar.

1 - moco = surdo.

quinta-feira, 7 de outubro de 2010

pode ser no rio ou em qualquer lugar

sonhei com paredes laranjas, verdes e azuis. um sofá para dois, uma cama para nós, uma varanda com flores bonitas a cada canto, um dia nublado, lençóis sobre o chão e eu deitada no seu colo, com cafuné, ouvi você falar coisas e coisas, eu também falava nada com nada, coisas bonitas e desconexas, como só nós sabemos fazer. me lembro, também, de uma garrafa de vinho do porto.

quarta-feira, 6 de outubro de 2010

é, não é.

a garganta dói. não, não é a garganta é outra coisa que fica próximo e também não tem nada a ver com as amígdalas. enfim...
hoje ouvi músicas antigas, músicas que faziam muito tempo que eu não ouvia, é bom. também respondi os meus e-mails, apaguei outros sem nem ler o assunto ou quem mandava. eram muitos e-mails, muitos e-mails sem nexo, tenho certeza. odeio essas correntes, esses pps, arg.
"você sente a sensação de que nos conhecemos há muito tempo?"
"sim, eu sinto isso também."
isso é bom, é estranhamente bom e, sim, eu gosto de ser feliz. eu to com saudade, é uma coisa (sim, coisa, eu não sei como se chama, prefiro chamar de "coisa") antecipada, entende? já to assim faz tempo, por isso digo "antecipada", mas deixa pra lá. não vem ao caso, não aqui, não agora, não com eles (como sempre).
ainda bem que não houveram cobranças, isso não é algo bom. acho que to cansada, não do corpo, não da mente, ou seria do corpo e da mente? das pessoas? será? pode ser. acho que tudo isso junto.
a verdade é: hoje não é o melhor dia.
deixa pra depois.

sexta-feira, 1 de outubro de 2010