happines is found inside your heart.

quarta-feira, 23 de junho de 2010

do beijo - bom -

ele vem me dizendo para ter calma, que não adianta eu tentar colocar o carro na frente dos bois, que tudo tem o seu tempo, mas ele mesmo sabe o que acontece aqui, a ansiedade, a vontade do beijo - boom -, o segredo, as borboletas que me rodeiam. ele sabe disso tudo e me pede para ter calma. como se pode ter calma nessa situação, se qualquer movimento, qualquer atitude me faz imaginar que é aquela presença, que é aquele meu segredo, aquilo que eu não posso fazer, e vem, de novo, aquela vontade do beijo - bom -, e mais, começo a sentir o toque, o cheiro... ah o cheiro é inesquecível... e o sorriso, ah o sorriso longo e sincero, sabe, a sinceridade da face, do beijo, dos olhos, das palavras. fecho os olhos agora, ele pede isso, imagino cada pedacinho de cada cena bem devagar, como se fosse para não acabar o que acabou. "acredite em você", ele fala sem parar. e eu queria muito acreditar que não foi só aquele beijo.

Ao som de:
Paisagem da Janela - Milton Nascimento

Um comentário:

Nanda disse...

Eu tenho uma péssima mania de querer colocar o carro a frente dos bois, quando quero muito alguma coisa. Isso é péssimo!!!

Um bjo, Tha.