happines is found inside your heart.

quarta-feira, 8 de julho de 2009

O dom do perdão


Por vários dias fiquei sem sair de casa, vivendo de bolachas recheadas esquecidas no armário da cozinha.
Imaginava que logo mandariam cortar a luz, a água, o telefone, internet, menos a casa. A casa era minha paga centavo por centavo.
Deitada no meu sofá, esparramada, melhor dizendo, passava em minha mente tudo o que já havia acontecido comigo, o que eu havia feito e o que não. Perguntava-me, em pensamentos, por que a minha vida se transformou daquela maneira. Por que eu fui tão burra, tão ingênua em acreditar nela.
A campainha tocou, interrompendo os meus pensamentos. Fiquei tentando imaginar quem poderia ser, tanto é que por muitos dias e noites, aquela campainha não tocava. Levantei e fui até a porta, antes de abrir, olhei pelo olho mágico.
Era ELA!
Um frio na barriga, um aperto no peito e a única vontade que senti naquele momento foi gritar, mas não gritei. Uma felicidade invadiu a minha sala ao vê-la ao mesmo tempo um ódio me corroia, lembrei de tudo o que ela fez, lembrei que ela foi a causadora da minha vida estar de ponta cabeça agora.
Não consegui abrir a porta, a vi virando as costas e indo embora. Naquele momento vi que eu não tinha um dom, o dom do perdão.



Flor de Azeviche


"Às vezes, eu escrevo para mim, para ela, para outros, para ninguém. Esse post, foi para ninguém, talvez um pouco para mim, não para ela, nunca para ela."

5 comentários:

Afrodite disse...

Perdão... algo que todos nós ainda temos que aprender, pois somos seres humanos por muitas vezes egoistas e não perdoamos ao proximo. beijos

Fogo disse...

linda da minha vida! adorei isso!


ah, tem o selo pra vc lá...
beijos meu amô!

♥cinderela♥ disse...

Doces dias... Bons ventus !
Bjsmuitostodosvarios!

Cris. disse...

...

Lora disse...

As vezes vale mais um portátil cheio de teclas que vinte sessões de terapia...