happines is found inside your heart.

segunda-feira, 13 de abril de 2009

Amo de formas diferentes

Sabe, estou namorando à dois meses, estou muito mais que feliz ao lado dela, isso não quer dizer que eu não amo mais ninguém nesse mundo, que eu não tenho mais perspectivas para a minha vida. Sim, eu estou AMANDO e não é pouco. Quero fazer tudo o que eu posso e o que eu não posso por ela. Isso acaba como se eu estivesse vivendo para ela. O bom é que é recíproco. Ela faz o mesmo para mim, é o que acontece.
Não queria discutir e nem brigar com pessoas que eu amo, além da minha namorada, na verdade duas pessoas especiais na minha vida, eu diria dois melhores amigos, para ser exata, por causa do meu namoro, eu sei que eu me tornei uma pessoa mais que distante. Nos conhecemos bem, e, eu sabia que se o meu namoro fosse crescer, que eu me distanciaria, pois sempre foi assim, eu sempre fui assim em relacionamentos, sempre fui dependente de pessoas que estão comigo, isso pode ser novo para vocês, mas sim. Eu sou assim.
Me magoa muito saber que a amizade construída aqui poderá acabar por um outra pessoa, é como se eu tivesse que escolher entre alguém, e isso eu não quero e nem conseguiria, e sei que nenhum de vocês querem que eu faça alguma coisa desse tipo.
Para mim, namorar, gostar, amar alguém, significa o que eu e ela estamos fazendo, nos dedicando, nos entregando, construindo uma história, querendo a cada dia conhecer mais uma a outra, simplesmente isso.
Eu só quero que os três saibam que eu os amo. Amo muito e de formas diferentes.

5 comentários:

Jonathan Flexa disse...

Fazer tudo o que não pode é perigoso moça. Mas é muito bom estar amando, né! Cria-se um mundo somente do casal, termo, carinhoso, sexy e tudo mais. Seus amigos devem ser capazes de entender seu estado de espírito.

Além do meu blog, tenho um conto sendo publicado em http://milalegre.blogspot.com/
É de conteúdo adulto, mas não é muito pesado, quando tiver tempo dê uma olhada.
Beijos.

Alice disse...

A gente sempre se afasta um pouco dos amigos quando namora, não tem jeito. É tão boa essa fase inicial de conhecer a namorada, aproveite mesmo!

Débora disse...

Sei bem como é essa situação.
Que os Deuses lhe dêem sabedoria para lidar com bastante delicadeza cuidado desse lance. Um amor em nossa vida é muito bom, muito importante, assim como os amigos, e claro, cada um à sua maneira.
É bem como vc definiu: amar de maneiras diferentes.

Saiba dividir-se bem entre seu amor e seus amigos. E lembre-se: tudo se acerta. Tenha paciência e jogo de cintura. Estou do seu lado. Tá em vendo? =D

Um beijão enorme!!!
Te adoooooooro gata!!!

Deb´s.

Pri disse...

Oi FLôr...
Te entendo em gênero, número e grau...
Para eu ficar com a Vê, tive muitos (mas muitos mesmo)desentendimentos com a minha prima e a mulher dela. Era uma amizade tão boa....gostosa! Mas, em um certo momento tudo foi por água abaixo...
Houveram ofensas publicadas no blog dela....um fuáááaáá!
Não briguei...ouvi...afinal quem tem boca fala o que quer e quem tem um blog...tbm!!
Eu durante as crises, sempre dizia que para eu ficar bem com uma não tinha que perder a outra e, não aceitaria isso...
Hoje nos vemos bem menos, uma vez que minha namorada não conversa mais com elas...
Deixe sempre bem claro o amor que sente por teus amigos e se recuse escolher!
Torço por vcs duas e espero que seus amigos a entendam!

Bjos florzinha...

FRX disse...

é dificil lidar em certas ocasiões com amigos é ótimo saber que temos alguem pra contar, mas tem que se dar limites porque até que ponto acaba a lealdade e a confiança é traída?