happines is found inside your heart.

terça-feira, 17 de fevereiro de 2009

O Eu!

Estávamos ali, naquela praça, com aquele único banco, apenas nós duas de braços cruzados, SÓ eu e ela.
Dado um certo tempo, minha perna direita já começa a balançar de nervoso por ela não falar nada.
Ela segura a minha perna, nos olhamos e ela diz:
“Você se esconde muito. Você se mostra forte e segura do que faz, mas você tem medo de tudo. Você é insegura.”
Continuei olhando para ela com aquele ponto de interrogação sobre minha cabeça e disse:
“Eu sei.”
Ela não agüentou, se levantou, ficamos frente a frente, ela em pé e eu ainda sentada no banco com as mãos sobre as pernas, ela gritou:
“Você não sabe. Você não se conhece. Você não se vê como eu te vejo. Você é fraca. Você não se move para nada. Você só tem sonhos, mas não corre atrás deles. Deixa de ser trouxa e vai atrás, vai atrás daquilo que quer conquistar.”
Coloquei as mãos no rosto e comecei a chorar, chorei como uma criança. Chorei porque ela estava certa.

Um comentário:

Srta. Joy disse...

Esse eu tão seu!
O engula ja que ele sabe tanto, e assim que engolir vai saber de si tanto quanto ele.
Fóóóódddaa encontro com vc mesma!: )