happines is found inside your heart.

terça-feira, 29 de dezembro de 2009

Mais um se foi...


Pois é, pois é, mais um aninho se passou. Passou rápido demais, parece que cada ano é mais rápido e assim vai. Isso me assusta (mesmo). Maaaas, como eu não posso controlar o tempo (infelizmente) ele vai passando e passando e a gente nem vê.

Esse ano não vou fazer essas promessas. Aquelas que eu faço sempre e não cumpro rs.

A única coisa que posso dizer, é que acredito que vai ser um ano bom, vou passar ao lado do meu amor. Isso já me deixa feliz. Quero poder olhar para o céu na hora dos fogos da meia-noite ao lado dela e dizer que o nosso ano será maravilhoso.

Desejo a vocês, blogueiras (algumas até viraram amigas) que o próximo ano seja perfeito, muitas realizações, muito amor, muita paz, sexo, cerveja, música boooaaaa e muito tudo o que for bom.

Grande beijo a todas vocês que me acompanharam esse ano e até o ano que vem.

sexta-feira, 25 de dezembro de 2009

O natal pra mim é um feriado comum, nada de mais.

Eu queria entender o que acontece aqui. Aí. Ainda mais aqui dentro de mim. Não é angústia, não é insatisfacão, só sei do amor, esse eu sei que está aqui e o que acontece dentro de mim, mas de resto não sei o que é, sinceramente. Como eu nunca sei, assim, como você fala que eu nunca sei, pois é, eu não sei.

Nada bem por te fazer chorar, nada bem por estragar o seu dia, nada bem por ter te chateado, nada bem por saber que eu fui a pessoa mais idiota desse mundo, nada bem por ser "sem noção", nada bem por você não querer me ouvir, nada bem por isso tudo que acontece. Como sempre, quero tentar mudar as coisas sozinha, eu sei... não dá assim.

quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

O tal do natal

O que eu penso sobre essa data?

Um grande comércio cheio de falsidade =)

Trânsito (tudo bem que São Paulo não precisa ser época nenhuma para ter trânsito, mas nessa época consegue ser pior, nem comento), multidão, todo mundo se endividando, eu sempre falo "quando me mandam para o inferno eu já imagino que deve ser como a 25 de Março num dia de muito sol em época de natal".

Quer coisa pior?

O pior é o tal do velho Noel, aquele pedófilo. Ainda bem que a minha mãe nunca me obrigou a tirar fotos com ele nos shop's rs (já o meu amor, ohh pecadinhooo rs).

Chega a hora da ceia (mara ¬¬³) a família come até não aguentar mais, fazem o tal do amigo secreto e você nunca ganha o que você quer ganhar, o povo fica bêbado e vem dizer que te ama e que deseja um feliz Natal (?) rsrs.

Ai que vida é essa???

Ainda não me acostumei com tudo isso...

Beijoos

segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

Lá vem... lá... daqui a cem anos

Eu vim plantar meu castelo
Naquela serra de lá,
Onde daqui a cem anos
Vai ser uma beira-mar...

Vi a cidade passando,
Rugindo, através de mim...
Cada vida
Era uma batida
Dum imenso tamborim.
Eu era o lugar, ela era a viagem
Cada um era real, cada outro era miragem.

Eu era transparente, era gigante
Eu era a cruza entre o sempre e o instante.
Letras misturadas com metal
E a cidade crescia como um animal,
Em estruturas postiças,
Sobre areias movediças,
Sobre ossadas e carniças,
Sobre o pântano que cobre o sambaqui...
Sobre o país ancestral
Sobre a folha do jornal
Sobre a cama de casal onde eu venci.

Eu vim plantar meu castelo
Naquela serra de lá,
Onde daqui a cem anos
Vai ser uma beira-mar...

A cidade
Passou me lavrando todo...
A cidade
Chegou me passou no rodo...
Passou como um caminhão
Passa através de um segundo
Quando desce a ladeira na banguela...
Veio com luzes e sons.
Com sonhos maus, sonhos bons.
Falava como um camões,
Gemia feito pantera.
Ela era...
Bela... fera.

Desta cidade um dia só restará
O vento que levou meu verso embora...
Mas onde ele estiver, ela estará:
Um será o mundo de dentro,
Será o outro o mundo de fora.

Vi a cidade fervendo
Na emulsão da retina.
Crepitar de vida ardendo,
Mariposa e lamparina.
A cidade ensurdecia,
Rugia como um incêndio,
Era veneno e vacina...

Eu vim plantar meu castelo
Naquela serra de lá,
Onde daqui a cem anos
Vai ser uma beira-mar...

Eu pairava no ar, e olhava a cidade
Passando veloz lá embaixo de mim.
Eram dez milhões de mentes,
Dez milhões de inconscientes,
Se misturam... viram entes...
Os quais conduzem as gentes
Como se fossem correntes
Dum rio que não tem fim.

Esse ruído
São os séculos pingando...
E as cidades crescendo e se cruzando
Como círculos na água da lagoa.
E eu vi nuvens de poeira
E vi uma tribo inteira
Fugindo em toda carreira
Pisando em roça e fogueira
Ganhando uma ribanceira...

E a cidade vinha vindo,
A cidade vinha andando,
A cidade intumescendo:
Crescendo... se aproximando.

Eu vim plantar meu castelo
Naquela serra de lá,
Onde daqui a cem anos
Vai ser uma beira-mar...

"Porque eu gosto um tanto, sabe?!"

domingo, 20 de dezembro de 2009

Salve simpatia

Uhuuuuuuuuuu
Show do Jorge Ben Jor, lá na PQP, mas fui.
Foi mara, de verdade. Tirando a parte que ele brigou com o pobre do tecladista porque errou a música e todas as vezes que ele ficava brigando com os roadies porque o amplificador não estava funcionando direito rs. Foi legal rs.
O cara não pára em uma só música, vai colando uma na outra e o show passou que nem vi.
Teve uma coisa nada legal que eu havia me esquecido, então, vejam as fotos e eu explicarei rs.


Jorge Ben Jor e banda




Agora eu digo, essas moças estavam no show e chamaram elas pra subirem ao palco para o Jorge cantar "Gostosaaaaaa, ela é gostosa" ainda não entendo porque não me chamaram kkkkk

Beijoos pessoas

quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

RN?


Rio Grande do Norte?

Minha tia ia me querer lá...

Acho que começo a fazer as malas.

Meus pais só querem a certeza, o que eu não tenho. Mas chegou a hora de tomar uma decisão sem poder voltar atrás.

Já parei para pensar no que pode acontecer? Não. Não parei. Não quero pensar também. Talvez seja a melhor coisa a fazer agora.

Acho que a resposta é 'sim'.

Errei, erramos.

O que me resta? Já não sei mais.

O que eu quero? Ah o que eu quero... quem não sabe o que eu quero. Mas eu caguei e taquei no ventilador, não foi?

O que é se arrepender? Não existe, né?!

A minha cabeça gira.

Tá tudo rodando e nada se ajeitando.

Planejando, planejando.

Tudo quase certo. Quem sabe eu não volto daqui cindo ou seis anos? Mesmo sem querer ir, penso que vou.

segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

SUPERNATURAL


Ah como eu to viciadaaa.

(Terminando de assistir a primeira temporada e ficando louca rs.)

Nega, vamos assistir a segunda???? :D prometo que eu segurarei a sua mão e vou dar beijo quando você ficar com medo, tá bom? Então, topa?? rs

Beijos, pessoas.

quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

Baile do Baleiro II

Ah o Baile, aaaah o Baile do Baleiro. Eu preciso dizer que foi perfeito? Ah sim?

Então eu digo: Foi Perfeito.

Tirando a parte da Fafá de Belém, gente que mulher louca é aquela??? Eu nunca, em toda a minha vida (como se eu fosse muito velha), imaginei que eu iria ver aquela mulher cantando rs. Mas eu vi. Eu, a nega e todo mundo que tava lá rs. Houve mais algumas participações (Márcio Greyck é o único que eu me lembro, porque o cara é fodaaaa rs).

Confesso: eu gosto de música bregaaaa rs (eu falo sério, ouço muito com o meu pai só as antigas - já disse que eu nasci na época errada, mas ninhuém me leva a sério.
Vejam as fotos...


O Zeca lindo no começo do show


O Zeca e a escandalosa da Fafá de Belém


Como tudo nessa vida acaba... O fim do show


Beijos a todas (os), deliciem-se rs

quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

Baile do Baleiro


Há muito tempo eu não falava algo do Zeca e hoje eu tenho uma notícia ótima (pelo menos para mim e para a bela) huuuuum, hoje tem Baileeee lá no Caioca. Eu estou mais que ansiosa com um ingresso guardado há duas semanas naquele bolso escondido da bolsa verde.

Hoje, é hojeeeee. Estou tão euforica, tão repetitiva. Minha mãe não aguenta mais eu falando que hoje vou ao Baile, mas ela não entende, "é o Baleiro, mãe. Única apresentação".

Zecaaaaaaaaaaaaaa, aguarde-me.

domingo, 6 de dezembro de 2009

ENEM e Palmeiras fora da Libertadores


Puta que pariu, to brava, muito brava rs.
Fico naquela sala mais de cinco horas sentada e lendo, dando o meu melhor (olha que luxo) e mais que ansiosa para chegar em casa e consultar a merda do gabarito da prova pra eu chegar e ler a seguinte mensagem:

Enem 2009:
Foi identificada inconsistência nos gabaritos dos diferentes modelos de prova publicados.
Os gabaritos corretos serão publicados o mais breve possível
.

É ou não é pra ficar puta? Já basta terem mudado o dia da prova por fraude e agora isso?Pior, fiquei lá, sentada de cinco horas (rs, além de tudo, estou repetitiva) pra não assistir ao jogo do Palmeiras (ando me interessando bastante por futebol) e saber que ele perdeu para o Botafogo. E saber que o meu time de coração não vai para a Libertadores, isso é triste, muito triste.

Mas cara, o Palmeiras tá fora ='[ (eu to tipo o Marcos na imagem)

sábado, 5 de dezembro de 2009

ENEM e muito sono


Acordei depois de muitas vezes colocar o celular na "soneca". Eu não queria acordar, eu não queria ter que sair tão cedo assim. Mas levantei e fui tomar banho pra ver se acordava de vez. Tomei café. Mas eu ainda to com sono e já são 10:17, daqui a pouco eu saio e ainda morrendo de sono. Ligo pra ela, ela ainda tá dormindo: mas como assim, amor? - eu digo. E aquela voz linda que ela tem quando acorda me deixa boba.

Preenchi a folha com algumas questões erradas, será que isso vai mudar alguma coisa? Será que vai ser ruim para mim? Espero que não. Só de pensar que amanhã tenho que ir de novo, ainda bem que mudaram o meu lugar de prova, vou fazer mais perto de casa, ufa!

Era bom quando era feito tudo no mesmo dia.

O que o ENEM não faz com as pessoas?!



Imagem daqui

terça-feira, 1 de dezembro de 2009

Eu.


Eu surtei.

Eu fui além.

Eu procurei.

Eu achei.

Eu li.

Eu quis.

Eu desejei.

Eu senti.

Eu vivi.

Eu morri.

Eu sorri.

Eu chorei.

Eu bebi.

Eu amo.

Eu sou.

Eu já fui melhor.

Eu to aqui!

quarta-feira, 25 de novembro de 2009

Querô

Hoje assisti mais um filmezinho na tarde calorenta. Saí com a mamis e na volta (como a minha nêga está dodói não deu para ir vê-la) resolvi fuçar o meu acervo de filmes rs.

Hoje foi o dia de "Querô", simplesmente, perfeito. Adorei porque é realidade, tenho certeza que esse filme é passado diariamente na cabeça das crianças. O inconformismo do personagem, o fato de estar numa condição que não foi sua escolha, entre outos pontos.

Enfim, achei FO-DA! Vale mesmo a pena.

Sinopse: O filme conta a saga de Jerônimo, um garoto órfão que vive sozinho na zona portuária de Santos. De forma humana, Querô retrata a solidão em que vive este garoto largado à própria sorte.

domingo, 22 de novembro de 2009

A garota ideal

Sabe como é, domingo é sinônimo de tédio, ainda mais quando a namorada não está com você. No fim, fiquei assistindo um filmizinho interessante, não foi um dos melhores que eu já assiti, mas achei legal. Enfim, deixo aqui a dica, A garota ideal.


Sinopse: Lars Lindstrom (Ryan Gosling) é um homem tímido e introvertido, que vive na garagem de seu irmão mais velho, Gus (Paul Schneider), e sua cunhada Karin (Emily Mortimer). Lars apenas acompanha o desenrolar de sua vida, sem se mexer para algo. Até que um dia ele encontra Bianca, uma missionária religiosa, através da internet. O problema é que para as pessoas Bianca não é alguém real, mas a réplica de uma mulher, feita de silicone. Só que Lars acredita piamente que ela é um ser humano, o que faz com que se torne seu apoio emocional. Preocupados, Gus e Karin decidem procurar o conselho de uma psicóloga, que recomenda que concordem com Lars enquanto ele lida com seus problemas pessoais.

quinta-feira, 19 de novembro de 2009

Vamos falar de música?


Ok, vamos falar de música.

É, eu sou uma pessoa muito musical, acho que música é algo que mexe comigo, sem música não tem graça as coisas na vida, as músicas escrevem os momentos, as músicas lembram as pessoas. Quantas músicas eu já não "peguei para mim" (Flor de Azeviche é um belo exemplo rs).

Agora digo, me sinto realizada, acabo de achar um site com toda a discografia do A-Ha, tem noção? A-Ha, cara. Simplesmente, F-O-D-A!!!

A-Ha apareceu na minha vida por causa da minha mãe (que graças ao bom Deus tem um bom gosto) quando eu tinha uns 11/12 anos, ela ouvia algumas coisas e eu adorava, fui crescendo e querendo conhecer mais. Hoje sou fascinada (porque eu sou dessas, é 8 ou 80. a loca). E eu também tenho épocas e épocas. Uma época eu ouço muito até minha mãe ou minha nêga falar: vamos ouvir outra coisa?. Quando isso acontece, eu passo para um outro vício e assim vai.

Mudando da água para o vinho (será que pode ser cerveja? rs -piada infame-) como eu disse há uns dias atrás, estava (estou um pouco ainda) viciada em Simoninha, mas já não está me fazendo tão bem rs, e a nêga já pediu pra eu parar de ouvir porque ela já enjoou.

Tem também aqueles vícios que nunca vão embora né? Tipo, eu tenho o Zeca Baleiro como um vício que eu não tento me livrar nunca. Viciada em Lenine também (prontoamorfalei), tá o cara é foda, mas o Zeca é mais e não falamos mais nisso rs. Muitos outros vícios, como Maria Gadú, Vanessa da Mata, Ana Carol, David Bowie, Creedence (nossa senti uma falta agora, Creedence me faz tão mais que bem hehe) e entre muitos outros.

Agora, voltando lá para o começo do texto, A-Ha foi vício, larguei a droga, voltei, larguei mais uma vez e agora encontro o blog com as discografias do mundo do Classic Rock, me acaaaaabo. Convido vocês para se acabarem também (se gostarem de Classic Rock) é só vir aqui.

quarta-feira, 18 de novembro de 2009

Ciúmes - Ana C.

Tenho ciúmes desse cigarro que você fuma tão distraidamente.

Abril/68

quarta-feira, 11 de novembro de 2009

Que se foda!

Eu não gosto de política, eu não entendo muito sobre política (pelo fato de não gostar), mas hoje estava lendo um jornal e a primeira notícia que eu encontrei foi essa:


"Enquanto o ministro do Meio Ambiente, Carolos Minc, afirma que a meta brasileira para redução da emissão de gases até 2020 será de 38%, a ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, disse que metas de redução da poluição são para os países ricos, não para o Brasil." METRO

Como assim?????

To fucsia, gente!

E por isso, só tenho mais algumas pequenas palavras.

Dilma, vai tomar no cu!

segunda-feira, 9 de novembro de 2009

Merda.Merda.Merda.


Que raiva que me dá quando esses malditos conjuntos de letras não vem na hora certa.

Merda.
Merda.
Merda.

Não acredito que eu seja uma pessoa revoltada, acho que o problema (de hoje) foi a noite mal dormida. Pffff

Merda.
Merda.
Merda.

É só um pouco de raiva por ter sono, fazer trabalhos e não acabar, começar a ler e cair em cima do livro.

Merda.
Merda.
Merda.

terça-feira, 3 de novembro de 2009

A Memória - MRP

Como eu começo esse post mesmo?
Ah sim, dizendo que esse cara é o melhor escritor que eu conheço nesse mundo. E a cada vez que leio alguma coisa dele, me encanto um pouco mais. Por isso não posso deixar de colocar essa crônica aqui. Grande Marcelão (eu sou íntima =]).


"Muitos não se esquecem do primeiro gol, feito no pátio da escola. Ou do primeiro frango, quando se foi escalado à revelia para jogar debaixo das traves. Do primeiro beijo de língua, da primeira cicatriz, do primeiro fora e da primeira vez em que se ouviu “eu te amo”, ninguém se esquece.

Também não nos esquecemos da primeira vez em que ouvimos “vou para a casa da minha mãe”, do primeiro divórcio, da audiência na Vara da Família, do terno e do cinismo do advogado do outro, e do tédio do juiz, que já ouviu aquela ladainha tantas vezes...

Nem do primeiro reencontro casual com a ex, em que ela, sorridente, está mais bonita, mais loira, menos cacheada, mais magra, com um par de seios novos, maiores e um vestido bem mais curto que os anteriores, muito bem acompanhada por alguém mais bronzeado, simpático, gente fina e absurdamente mais sarado.

Ela também não se esquece do dia em que vê o ex saindo do restaurante mais caro da cidade- enquanto antes só a levava no pé-sujo mais barulhento-, abraçado a uma garota mais nova que os filhos deles, usando boné, tênis All Star, sem os cabelos brancos de antes, mas ainda com aquela eterna barriguinha, fumando [desde quando voltou a fumar?] e entrando num carro que daria para pagar a pensão alimentícia de todas as mulheres presentes no empreendimento gastronômico citado.

Ambos os gêneros não se esquecem do primeiro orgasmo, do dia do sim, da lua-de-mel e da primeira vez em que ele é obrigado a dizer “isso nunca me aconteceu”. Também não nos esquecemos da primeira vez que em ouvimos “não é isso que você está pensando”, “o problema não é você”, “o celular estava no vibracall” e “não bufa”. Nem da primeira camisinha. Muito menos da primeira camisinha estourada.

Diz o pensador Washington Olivetto, que uma garota não se esquece do primeiro sutiã. O que as garotas não sabem é que nós, garotos, não nos esquecemos da primeira vez em que prendemos o bem mais precioso no zíper da calça. Vemos estrelas. É como se o Big Bang se repetisse bilhões de anos depois.

Elas nunca se esquecem da primeira curetagem, e eles, do primeiro exame de próstata. Acho que poucos se lembram da queda do primeiro dente-de-leite. Mas ninguém se esquece da primeira extração do primeiro siso. Ou da primeira operação para extrair as amídalas. Ou da primeira dentadura.
Não nos esquecemos também quando o limite de colesterol passou para o nível inaceitável, ou quando ouvimos pela primeira vez a pergunta: “Você tem caso de diabetes na família?”

Da primeira vez em que o time de coração ganhou a Libertadores, alguém se esquece? Nem os corintianos, da quantidade de vezes em que o time foi eliminado perto das finais. Nem em qual churrasco estava nas finais das Copas do Mundo de futebol. Nem do pênalti perdido pelo craque do time na decisão. Ou da primeira vez que entrou num estádio. Ou dá última, em que passou mal, depois de jantar o dogão com purê e maionese da rua em frente.

Ninguém se esquece da primeira vez em que andou de bicicleta sem rodinhas, da primeira vez em que boiou sem a ajuda dos braços do avô, do primeiro tombo do cavalo. E do primeiro e indigesto fio de cabelo branco, alguém se esquece?

E do tamanho do primeiro celular? E da primeira bicicleta? E do primeiro carro? E da cara do primeiro instrutor da autoescola? E de todas as casas em que morou? E do primeiro cachorro? E de todos os outros? E dos gatos? Da babá? Da primeira escola? E da última? Da primeira namorada? E da última?

Tudo bem se esquecer do número do PIS/Pasep, ou do passaporte, que muda a cada cinco anos. Mas alguém se esquece do número do próprio celular, RG, CPF ou do telefone da mãe? Do aniversário?

Alguém se esqueceu da reação que teve quando soube que o Senna, o Tancredo, a Diana, o John Lennon, os Mamonas e o Michael Jackson morreram? E por qual canal assistiu a queda das Torres Gêmeas no 11 de setembro? E da primeira greve? Do primeiro voto? Da primeira vez diante da urna eletrônica? Da primeira vez que voou de avião, ou helicóptero, ou para o espaço?

E a Zélia anunciando pela tevê que cada brasileiro teria o direito de sacar apenas R$ 50? E das Diretas Já? E dos caras pintadas? E do Collor dando adeus? E do que estava fazendo no dia do blecaute? E do dia em que o PCC parou a cidade?

Alguém se esquece do cheiro da avó? Do perfume do amante? Do gosto da manga, da água de coco, do caju, do figo? Do cheiro do mar? De dizer “feliz ano novo”? De curar soluço? Do primeiro vestibular? Do homem chegando na Lua? Do primeiro porre?

Depois dizem que somos um povo sem memória."


Marcelo Rubens Paiva

segunda-feira, 2 de novembro de 2009

Cadê ela?

Um copo de vinho em uma mão. Um cigarro na outra.
Ela veio correndo apavorada perto de mim e eu já sabia o que ela iria perguntar, então, respondi antes da pergunta.

- Ela foi por ali. - Apontei para a esquerda.

- Mas acabei de vir de lá e não vi nada.

- Ah então, ela foi por lá. - Apontei para a direita.

- Eu já fui por lá também, e, não tem nada. Você tem certeza?

- Ah, não posso dar certeza. Já fizeram três dias que ela foi embora.

- Você acha que ela volta?

- Sim. Ela sempre volta.

domingo, 1 de novembro de 2009

A sensação de não sentir sensações


Eu nunca senti a sensação de não sentir sensações ou não sei se o que senti foram todas as sensações juntas, todas de uma só vez. E digo, não foi/é nada bom, se juntas ou nenhuma.

Já não consigo nem mais chorar, já não consigo falar, comer, dormir. Só estou tentando curar a ferida que nasceu em meu peito. Infelizmente, não é uma ferida pequena. Por mais idiota que seja, dói e dói muito.

Eu não sei o que posso fazer. Parece que ainda estou em transe, que não dei conta de tudo, que a ficha não caiu, a maldita ficha não caiu.

É difícil!

Mas eu quero me curar de tudo isso e eu sei que conseguirei, eu sou forte, já enfrentei tantas coisas e sei que eu vou conseguir enfrentar essa também, sei que mesmo machucada por dentro, vou conseguir curar a ferida.

E JURO, é o que eu mais quero. Poder ficar bem.

Não pense que eu quero te deixar mal por escrever tudo isso, mas é o que estou sentindo agora, na verdade, nem sei mais o que sinto a não ser dor. Me desculpe.

quarta-feira, 28 de outubro de 2009

E tudo começou com...

Flor diz: E quem é normal nesse mundo?

Le diz: "Não existe gente 'normal' dentro do que as pessoas caracterizam dentro de um padrão normal. Todo muno é muy louco, a diferença é que alguns liberam este ser, e outros não."

Flor diz: certíssima!

(conversa com a amiga filósofa Le =D)

E quem tá librerando aí?

___________________________________________________

Como fazer um post sem falar da minha nêga? Mas é, minha nêga quem está dodói dessa vez, peninha porque eu não posso ir lá cuidar dela, dar colo e fazer o que for preciso, mas estou aqui com o pensamento só nela (bee, te amo!).

___________________________________________________

Agora eu tenho mais dois novos vícios, Wilson Simoninha e Max de Castro. Domingo foi show em homenagem ao papis e nós estávamos lá e adoramos ^^ eu mais ainda, como sempre a MAIS exagerada nas coisas.

___________________________________________________

Ah parei.

Beijoos

domingo, 11 de outubro de 2009

Domigo a tarde, sem nada para fazer, o tédio fervendo desde cedo e o pior, estou aqui morrendo de saudade da nêga e ela não tá comigo =( isso é muito ruim e essa vida é muito injusta. Procuro jogos no PC e nada, o The Sims (0 que me salvava desses dias) eu não tenho mais (pode deixar be, vou comprar o 3 "pá nóis"), aí vou procurar jogos na net, nada de bom ¬¬ ou nada que eu queira jogar (será porque já joguei todos possíveis? rsrs), enfim, me resta escrever e, claro, escrever para ela s2.

"Nada de novo amor, só quero dizer que eu te amo muito e quero para sempre te fazer a mulher mais feliz desse mundo, porque sem você a vida não tem sentido algum."

sexta-feira, 9 de outubro de 2009

O pranto porque

Um texto da minha amiga Joy (meu amendoim). Porque se não fossem esses pequenos textos...


Choro porque é preciso chorar.

Choro porque estou triste.

Choro porque tenho medo de sentir isso a vida toda

Choro porque quero apenas viver

Me fazem chorar, fizeram, são por mim amados,

e me amam eu sei.

Somos difíceis, somos estranhos nas normalidades desta sociedade.

Somos normais e a sociedade é louca.

Somos nós.

Somos quem devemos ser.

Nós, eu tu ele.

Amigos de algo indizível,

não posso me ver sem...

e as vezes não posso me ver.


quinta-feira, 8 de outubro de 2009

Adote!

PROGRAMA “ADOTAR É TUDO DE BOM” DA PEDIGREE



Olá pessoas, hoje eu quero só pedir para assistirem um vídeo.


A Pedigree está com um programa para ajudar os peludinhos ^^ e a cada visualização do vídeo é um prato de ração para cães abandonados. Vamos ajudar, não custa nada, só são dois minutinhos e alguns segundos.


Eu não estou ganhando nada com isso, mas como tudo o que é relacionado a animais (qualquer que seja) me comove, ainda mais os que estão precisando de um lar, só por isso estou fazendo esse post e divulgando o programa. Por isso, adote e não compre.


Quem quiser ver o vídeo, está AQUI Ó.


Para ver o site é só vir AQUI Ó.

quarta-feira, 7 de outubro de 2009

Um tapa e um beijo?

Eu preciso de sair daqui. Sair pela porta da frente para que todos me vejam, sair e ser mais que vista. Sair de cabeça erguida e sem vergonha do que é bonito, porque, pelo o que sei, amar não é bonito, todos aqui amam, ou não amam?

Eu não quero saber o que vocês vão pensar, eu só quero seguir a minha vida ao lado dela e, porque é ela que eu quero que esteja ao meu lado, é ela que sempre está, não é assim que as coisas aqui funcionam? Quando eu mais precisei, ou mesmo quando eu preciso, quem esteve ali para me dar a mão? Não foi nenhum de vocês, isso eu tenho certeza. E quem foi? Foi ela e eu sei que ela sempre estará ali para me acalmar e para me tirar dessa tempetade que invade a minha cabeça. Quando acontece qualquer coisa que seja, boa ou ruim, não interessa, quem é a primeira pessoa que eu quero falar? Não é com vocês, é com ela!

Isso pode ser só a raiva que eu to sentindo agora, mas as coisas são assim, vocês sabem, e eu não quero mais mentir para mim.

Tudo o que faço hoje é pra ela e com ela. Tudo o que quero é voltado a ela.

Mas, eu os amo. Amo mesmo.

(é como dar o tapa e depois passar a mão.)

sexta-feira, 2 de outubro de 2009

Sabe o que é?

Eu te amo muito e mesmo que você brigue comigo eu vou estar com você, independente do que aconteça. Qualquer coisa mesmo!
Sabe quando a vida não faz mais sentido? Então, é a minha sem você!
Olha só, vou explicar:

Vida da Flor com a Ca = mais que feliz, mais que amada, mais que desejada, mais que tudo de bom...
Vida da Flor sem a Ca = triste, muito choro, muito ruim, muito tudo de ruim =(

Te amo, minha pequenaaaa

quinta-feira, 1 de outubro de 2009

Enfim...

Pois é, eu voltei...

Andei meio irritada com diversas coisas e acabou sobrando para o pobre blog (rs). Agora estou mais calma e resolvi voltar.

Tá, também porque (infelizmente) não consigo ficar longe daqui por muito tempo, assumo. Era como se eu estivesse me testando, enfim, ele me ganhou.

Mas foi bom ficar longe por esse pequeno tempo, andei escrevendo umas coisas como antes, não que eu esteja culpando o blog por eu não escrever como eu escrevia, mas que eu acho melhor antes do que agora...

Eu ando estranha, fico observando as pessoas ao meu redor e ficando com uma raiva das coisas que elas fazem, das coisas que falam, me da vontade de chegar aqui e colocar o nome e falar tudo o que eu acho e queria falar, mas eu ainda estou em sã consciência, não vou fazer isso, mas quem me conhece e sabe das coisas que aconteceram esses dias vão entender o que quero dizer, ando meio confusa, sabe?!

Pelo o que dá pra perceber, voltei de cara nova (grande coisa, sempre to mudando o lay rs).

Beijoos

quarta-feira, 23 de setembro de 2009

Ah, sabe o que é...

...cansei daqui...

Falow!

Qualquer hora dessas eu volto (se me der vontade)!

Um beijo amarelo!

terça-feira, 22 de setembro de 2009

É primavera!!!

Hoje é primavera!





Vejo flores amarelas nascendo na árvore da vizinha, com as gotas da água da chuva. A única árvore que já está florindo por aqui. Na frente do meu portão nasceu duas flores pequeninas, mas lindas e lindas.


Na primavera eu me sinto melhor, eu falo no sentido de enxergar as coisas com outros olhos, as flores colorem os meus dias, meus olhos e por isso eu me sinto bem. Não é a toa que eu me dei um codinome de Flor.


E é isso... Primavera! Flores e muitas flores para colorir os meus dias, os seus dias, todos os dias...


"Flores para quando tu chegares
Flores para quando tu chorares
Uma dinâmica botânica de cores
Para tu dispores, pela casa
(...)
Quantas flores forem necessárias!!!"



Flores - Zélia Duncan
Composição: Fred Martins e Marcelo Diniz

quarta-feira, 16 de setembro de 2009

ADRENALINA, ADRENALINA. AAAAA


Aaaaa, adrenalina, não consigo parar, estou eufórica.

Aaaaaaaaa... to ficando verde já. Não meche comigo. Eu posso virar o Huck. Ou uma loba.

Aaaa, isso acontece e eu não estou na TPM.

Aaaaaaaaaaa, adrenalina, adrenalina.

Aaaaaa, euforiaaaaa.

Aaaa, saudadeeeee.

Vou tomar um banho super quente e sentar na frente da tv com um copo de cerveja (eu queria mesmo um vinho) e vou brincar com o tear que eu comprei, ou, terminar o cachecol que eu to fazendo que é mais importante, ainda mais que aquilo é uma terapia.

terça-feira, 15 de setembro de 2009

Patrick Swayze


Mais uma vez (lembrando do Michael), fiquei triste com essa notícia, mas por um lado, acho que foi bom para ele, não sei o que é ter essa doença (e não quero saber), mas acho que foi melhor acabar com esse sofrimento que ele estava passando por tanto tempo. Que ele descanse em paz, como fez no Ghost (eu tinha que fazer a piada rs).

Eu sempre admirei Patrick, sempre achei ele lindo e um ótimo ator, mesmo sendo uma pessoa nova e pegando uma pequena parte de sua carreira (isso porque eu nasci na época errada hehehe). Não sou fã, mas eu o admirava muito nos filmes que ele participou (não falo só do Ghost e Dirty Dancing). Enfim...

(para ver a reportagem completa, clique no texto acima da imagem)

segunda-feira, 7 de setembro de 2009

Ela já não sabia mais o que estava sentido, se era medo, agonia, não sabia, só chorava muito e estava muito preocupada. Já não sabia no que pensar e o que estava acontecendo. Ela só sabia dos pensamentos que passavam em sua cabeça, eram os únicos que ela poderia acreditar. Ela dizia: Mãe, eu te amo!

Ca, Pri e Vê, obrigada por tudo.

sexta-feira, 4 de setembro de 2009

Amigos, amigos...

Amigo, vamos tomar uma cerveja e ouvir MPB amanhã?

Amigo, estou com saudades enormes que não andam cabendo aqui dentro de mim, vamos nos ver e conversar um pouco?

Amigo, estou querendo tanto um abraço seu hoje.

Amigas, quanto vocês vão vir pra Sampa pra podermos sair e conversar?

Amiga, vamos sair essa semana para qualquer lugar, só quero mesmo matar um pouco a saudade que to sentindo de ti.

Amiga, o que vai fazer nesse fim de semana? Vamos nos ver?

Amiga, você tá de folga amanhã?

Amiga, vou passar na sua casa hoje, pode ser? Estou com saudades de vocês.




Uma saudade grande dos amigos. A falta que eu sinto é grande.

"Amigos serão amigos,
Quando você está precisando de amor
Eles te dão cuidados e atenção.
Amigos serão amigos,
Quando você estiver cheia da vida e toda esperança estiver perdida,
Estenda sua mão porque, direto até o fim,
Amigos serão amigos.
Sim, sim"

Friends Will Be Friends - Queen

Compositor: Freddie Mercury & John Deacon

quarta-feira, 2 de setembro de 2009

Oi?

Tá, tudo bem.
Eu entendo que eu to ficando louca, perturbada, tan-tan, zureta, pancada, mal da cabeça... eu sei, eu sei.
E também, não boto a culpa em ninguém não, viu?! Eu fiquei assim, porque... porque... humm... porque...
Hã?!
O que?
Oi, fala mais alto...
OOOOWW
Calaioo
Ah voltou. Então, aaa, naõ grita tanto, eu já to ouvindo bem agora.
Não, não, por favor, não me leva pra lá. Eu não quero ir. Não, eu to bem. Eu juro.

segunda-feira, 31 de agosto de 2009

Vontade do Rio

Estou querendo sair de São Paulo, mesmo sempre dizendo que não largo esse lugar por nada, talvez seja por isso, eu preciso me desligar daqui e não me perguntem "por quê?" imagino que possa ser só uma vontadezinha que vai passar semana que vem (ou não).

Estou com planos de morar em outro estado. E esse estado é o Rio de Janeiro. Quem diria que eu iria querer, um dia, morar no Rio.


Mamis, aguarde-me ^^

quinta-feira, 27 de agosto de 2009

Lembranças de LH


Acabei de baixar algumas músicas raras do Los Hermanos. Músicas lindas, não entedo o por que eles não gravaram. Na verdade, não entendo até hoje porque eles acabaram.

Por que boas bandas acabam? Los Hermanos era uma que não deveria de jeito nenhum ter acabado rs. Me lembro que foi a primeira banda de rock que eu comecei a gostar, vendo o clipe de Anna Julia, me lembro como se fosse hoje como e quando eu vi o clipe, estava na casa da minha avó e o meu tio estava assistindo algum programa da MTV e começou a passar o tal, adorei rs. Eu tinha nove anos, hoje em dia, é tão difícil ver uma criança gostando de boas músicas, bons cantores, enfim (tenho certeza que para muitos LH não é sinônimo de música boa). Agora se perguntar quantas são e como são as velocidades do créu, infelizmente, elas vão saber rs. Mas eu não comecei a escrever esse post com esse propósito, mas saiu.

Voltando a falar de LH... Me lembro que teve um show e eu não pude ir, porque a minha mãe não me deixava sair sozinha e nenhuma das minhas amigas que eu podia sair gostavam/gostam de LH, foi triste para mim aquele dia rsrs. Teve também vários shows depois desse aqui em Sampa, mas esses eu não fui por questão de dinheiro. E quando eles se reuniram para abrir o show do Radiohead? Quase morri, queria ir só para ver o LH, gosto de Radiohead, mas eu nem tava ligando para eles rs. Enfim, como deu para perceber eu não fui também. Resumindo, eu nunca fui em nenhum show do LH e sou frustada por isso. Fui no show do Marcelo Camelo sozinho, mas, confesso, me deu sono. Acho que ele não se deu bem nessa carreira solo. Já Rodrigo Amarante, acho que se deu muuuito bem no Little Joy.

Vamos então, relembrar o clipe da música Anna Julia.




Beijoos

domingo, 23 de agosto de 2009

Peixes, pássaros, pessoas

Peixes são iguais a pássaros

Só que cantam sem ruído

Som que não vai ser ouvido


Voam águias pelas águas

Nadadeiras como asas

Que deslizam entre nuvens


Peixes, pássaros, pessoas

Nos aquários, nas gaiolas,

Pelas salas e sacadas

Afogados no destino

De morrer como decoração das casas


Nós vivemos como peixes

Com a voz que nós calamos

Com essa paz que não achamos


Nós morremos como peixes

Com amor que não vivemos

Satisfeitos? mais ou menos


Todas as iscas que mordemos

Os anzóis atravessados

Nossos gritos abafados

AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA

Mariana Aydar - Peixes

segunda-feira, 17 de agosto de 2009

Seguir viagem, tirar os pés do chão...


Corri tanto que já me faltava o ar, os cabelos estavam todos ao vento. Eu não queria que as pessoas ali me vissem, muito menos comentassem a meu respeito, eu só queria viver e ir ao encontro dela. Entrei correndo naquele trem que me aguardava, coloquei a minha bolsa no colo e segui viagem. A viagem que eu jamais esquecerei porque Eu sei que ela me espera na próxima estação.

sábado, 15 de agosto de 2009


Hã? O que? Você acha que eu tô pirando?

Não. Não estou pirando, só comecei a ver as coisas com outros olhos, talvez, olhos com a cor da lua.

Ah, você não entende, não é?

Eu imaginei.

Sorry, preciso ir.

quinta-feira, 13 de agosto de 2009

Porque estou...

chata,
enjoada,
seletiva,
crítica,
pensativa,
enganada (talvez)
e
com o foda-se ligado

aaaaaaa

quarta-feira, 12 de agosto de 2009

No ônibus

Eu sempre fui de observar as pessoas a minha volta, principalemnte, em ônibus. Sou daquelas que presta a atenção na conversa e reparando a fisionomia das pessoas, e, muitas vezes eu reconheço depois mas sem saber de onde, é estranho, mas é assim. Acho que faço isso porque, geralmente, o caminho é maior do que o esperado, ou mesmo porque sou uma observadora normal. Ainda mais, tiro as minhas próprias conclusões sobre o ser que observo.

Hoje tinha uma menina (foi a única que consegui observar) com os olhos muito inchados no ônibus, ou ela tinha chorado muito antes de dormir, ou não dormiu porque chorou muito. Ela estava de pé ao meu lado, eu olhei sem mostrar para ela que eu estava olhando e reparando. Ela escutava alguma coisa no mp3, celular, não deu pra decifrar o que era, mas eu sabia que estava muito alto, como que ela conseguia? O engraçado é que ela não se mexia com a música que ouvia (só porque eu danço no ônibus, todo mundo tem que dançar também rs). Chegou a hora de descer e do lado de fora, fiquei olhando a cara de choro. No mínimo, ela ouvia aquela música alta, porque queria não se lembrar das coisas que aconteceram que a fizeram chorar. Sim, ainda acho que ela dormiu chorando ou chorou muito e não conseguiu dormir.


segunda-feira, 10 de agosto de 2009

Eu e Pedro Luís?

(Hoje eu to sem noção)
Tive um sonho que não precisa ser TÃO explciado, mas acordei rindo rs.
Sonhei que eu namorava o Pedro Luis (Pedro Luis e a Parede), e estávamos com várias pessoas, a pessoa que parecia ser mãe dele me olhava e eu falava: Cadê o Pedro?
E nada do Pedro.

Acho que ele fugia de mim para cantar com a Roberta Sá, eu deveria fugir com ele só para chegar perto dela rs.
(só pra não deixar em branco)


Roberta Sá e Pedro Luís "Que mulher é essa? Meeelllldeeelllsss"


Minha folia / É a rainha / Que faz coroação

E seu cortejo / Traduz desejo / Alegra o coração que vai

Composição: Pedro Luis/ Zé Renato

domingo, 2 de agosto de 2009

Um pequeno resumo

Essa semana, assistindo Som Brasil com: Os Paralamas do Sucesso descobri uma linda cantora e como eu adoro compartilhar essas minhas descobertas (no fim todo mundo já conhecia e eu não rs). Se chama Maria Gadú, tem 22 aninhos e uma linda voz. Ela cantava "Caleidoscópio" e eu achei lindo, "Paralamas" que me perdoe, mas gostei muito mais dela cantando do que a versão original rs. Depois ela canta "Lanterna dos Afogados" o que me faz ficar mais fascinada pela voz dela. No outro dia, fui procurar por ela na net e minha nêga já a conhecia, baixei o CD e achei melhor ainda. Vejam os vídeos e vão entender o que tô dizendo rs.



Lanterna dos Afogados



Caleidoscópio



Bela Flor - Letra: Maria Gadú

Essa semana, também, comecei com as minhas aulinhas de violão ^^, com quem? Com quem? Meu amô! Ela registrou isso rs, olha só. Acho que sou uma boa aluna =) e acho que vou aprender rápido, ou não rs.


Depois da aula fomos assistir um showzinho em um dos SESC's da vida rs. Mônica Salmaso & Sujeito a Guincho. Muito bom =)


Beijos, até logo menos!! ;]

sábado, 1 de agosto de 2009

Fico pensando que a minha vida poderia ser mais fácil, mas ao mesmo tempo sei que não teria graça nenhuma em vivê-la. Às vezes penso em sumir por muito tempo, ficar sozinha pensando sobre a minha vida. Talvez um dia voltar, ou não. Criaria um novo nome, uma nova identidade, uma nova vida. Mas ao mesmo tempo, sei que não conseguiria viver sem ser com você.


Muitas vezes falamos coisas sem pensar e nos arrependemos depois. Isso acontece e é algo normal. Acredito nisso.


É estranho como a vida muda ao passar dos dias. O amor vai aumentando e as vidas vão se juntando mais e mais, até chegar um ponto que não se consegue mais separar, e, nem quer. É o que acontece comigo, com você. Não quero te perder e nem que vá embora e coloque o final na nossa estória, a nossa estória que é tão linda.

quarta-feira, 29 de julho de 2009

Vídeozinhos

Eu ouvi essa música esses dias na rádio, achei a letra linda, no mesmo dia, vi o clipe em um desses canais que passam clipe o dia inteiro e não era na MTV rs. Olha o vídeo que legal, e para quem não conhece a letra, mais uma vez, é linda.



Hoje, assistnindo pela madrugada (aproximadamente 6:30 rs) um programa da MTV (LAB MATINAL) passou esse clipe da banda Silverchair - Ana's Song (Open Fire), e me lembrou de quando eu dormia toda semana na casa da minha amiga C. e ficávamos ouvindo vários CD's deles, inclusive o que tinha essa música até a mãe dela ir no quarto e falar para irmos dormir e desligar o som. Foi bom, gostei da lembrança! Olha o vídeo aê ;]



Beijoos, pessoas!

quarta-feira, 22 de julho de 2009

Mais um selinho :O

Olá pessoas queridas e leitores do meu blog amado.
Recebi mais um selo essa semana e esse foi das meninas do blog Provei e Gostei.
Como todo selo tem suas regrinhas, mãos a obra então.

Regrinhas
- Postar o selinho e as regras - Responder às perguntinhas - Indicar o selinho para 5 blogs mágicos

As perguntinhas:
Uma música mágica: Pode ser duas? rs Flor de Azeviche - Zeca Baleiro / Meu Amanhã - Lenine
Um filme mágico: São tantos, mas Lisbela e o Prisioneiro é aquele que assisto todas as vezes como se fosse a primeira vez.
Uma viagem mágica: Como eu me minha bela queremos passar a lua de mel no nordeste. Acho que Pernambuco.
Um acessório de maquiagem mágico: Não uso muito, mas lápis de olho muda a cara da pessoa rs.

Os indicados deste são:





Beijoos ^^

segunda-feira, 20 de julho de 2009

Dia do Amigo

Hoje, quero desejar esse post a uma pessoa muito especial. Meu Amendoim. A música que coloco tem uma longa história com essa duas pessoinhas, então, lá vai =)



Quero também dizer que aqui com esse blog, conheci e conquistei grandes amigas. Obrigada meninas =)

Até mais.

quinta-feira, 16 de julho de 2009

Selinho e memê

Vou parar de ser chata e responder os memês que me mandam ^^, então, vai lá...


Recebi esse memê de várias meninas Marcia Paula, Luh e As Beliscas.

Vamos as regras:
- Linkar quem te indicou;
- Postar o selinho;
- Passar o selinho para as 05 amigas (os) e avisá-las (os);
- Responder as perguntas;

São elas:

1. Mania:
De querer fazer tudo ao mesmo tempo.

2. Pecado capital:
Preguiça.

3. Melhor cheiro do mundo:
O da minha bela.

4. Se dinheiro não fosse problema, eu faria:
Ah, já teria ido morar com ela.

5. Casos de infância:
Tomar banho de chuva com uma amiga e depois ficar com a boca roxa de frio.

6. Habilidade como dona de casa
Lavar a louça, varrer, deixar as coisas em ordem.

7. O que eu não gosto de fazer em casa:
Lavar louça e cozinhar.

8. Frase:
"Que seja doce.” Caio Fernando Abreu.

9. Passeio para o corpo:
Um banho muito, mas muito quente (adoooro).

10. Passeio para a alma:
Ouvir aquela música boa, escrever, ler.

11. O que me irrita:
Inveja.

12. Frase ou palavra que fala muito:
"Por favor" e para a minha linda "Te amo!"

13. Palavrão mais usado:
Caralho.

14. Desce do salto e sobe o morro quando:
Quando mexem no que é meu sem me perguntar se pode.

15. Talento oculto:
Se está oculto... (by Marcia Paula)

16. Não importa que seja moda, não usaria nem no meu enterro:
Botas de plataforma.

17. Queria ter nascido sabendo:
Qualquer coisa que seja relacionado a contas rs.

Minhas amigas as quais passo a brincadeira:


Batom e Boné (passo para as duas)

Deb's

Menina Fê

Afrodite

quarta-feira, 15 de julho de 2009

Um caderno, uma caneta, um celular e Pedro Luís

"São exatamente 2:27 da madrugada e eu aqui, escrevendo no meu caderno velho e quase sem folhas, ouvindo Pedro Luís e A Parede e tentando colocar aqui todos os meus sentimentos, meus desejos, minhas vontades escondidas até de mim mesma. Tentando fazer o máximo de silêncio para não acordar as outras pessoas da casa.
Pensando aqui em que dia será amanhã, se será mais um dia monótono ou se terá alguma aventura para eu participar. Fico pensando na minha pequena, será que ela já dorme? Será que ela já leu a mensagem que eu mandei agora a pouco pra ela? Será que ela vai ver só amanhã, quando o telefone tocar? Acho que sim. Tô com uma saudade dela, quando será que vou vê-la de novo? Viver assim não é legal, por essas e outras que eu quero logo ficar ao lado dela para sempre, minha bela.
A insônia é ruim por causa dessas coisas, fico viajando em toda a minha vida, o que já aconteceu e o que tem para acontecer. Será que é amanhã que a minha mãe vai me aceitar? Será que é amanhã que aquela proposta de emprego que eu tanto quero vai aparecer? Quando será que vou ver minha afilhada de novo? Será que amanhã estarei viva para colocar tudo isso no meu blog? Ou será que o speedy vai dar pau essa semana e eu não vou publicar esse monte de asneira para as outras pessoas ficarem rindo da Flor com olheiras de sono? Qual será a celebridade que irá morrer amanhã que irá parar tudo de novo? Roberto Carlos? Silvio Santos? Acho que esses dois estão mergulhados no formol há muito tempo.
Cara, tava com uma saudade de ouvir Pedro Luís, como é bom, vou baixar os outros CD's logo menos. Segunda vez que eu escuto esse CD nessa madrugada, logo-logo vai acabar a bateria do meu mp.

-pausa para os pensamentos tortos-

Eu poderia pegar um livro e ler até eu pegar no sono, mas não posso acender a luz, estou aqui com a lanterninha do celular, que é uma merdinha, mas se não fosse ela não estria vendo o que eu escrevo. E que letrinha feia, viu!?

-mais uma pausa para esses loucos pensamentos-

Quantas pessoas agora estão com o mesmo problema que eu? Quantas querem dormir e não conseguem? Quantas queriam ficar acordadas e estão dormindo?
Meu pulso dói (e isso não pode acontecer de jeito nenhum) e o sono parece estar aparecendo, mas não posso parar agora, porque eu sei que ele vai embora de novo, é sempre assim. Mas quer saber? Vou contar carneirinhos...
Boa noite!"

Olha pessoas, já que passei a minha insônia com o Pedro Luís, vou colocar aqui os links para quem quiser baixar os discos do "homi"...

Pedro Luís e A Parede - Astronauta Tupy - aqui (esse eu baixei agora e achei muito bom :])













Pedro Luís e A Parede - Ponto Enredo - aqui (esse passou a noite comigo)



segunda-feira, 13 de julho de 2009

Tá, eu tenho TOC!


É, eu tenho TOC (Transtorno Obsessivo Compulsivo).
Estava eu muito bela lendo uma das melhores revistas, em minha opinião, SUPER INTERESSANTE. Lá se encontra uma reportagem assim “Quais são as manias mais comuns?”, lendo, tive a afirmação de que EU TENHO TOC. Vamos lá que eu vou tentar explicar melhor... mas só aqueles que eu sei que eu tenho rs.

ABLUTOMANIA: Mania de limpeza
Sintomas: o medo do contágio faz a pessoa lavar as mãos excessivamente, tomar banho por horas, usar talheres descartáveis e não tocar em maçanetas (quem aqui pega em maçaneta de banheiro? Eu não pego nem fooodeeendooo, com os outros toc’s não tenho muitos problemas).

ACRIBOMANIA: Precisão e organização
Sintomas: arrumação de objetos até uma suposta ordem (para mim, tem que todos os objetos ficarem na mesma linha, um do lado do outro).

HIPOCONDRIA: Mania de doença
Sintomas: qualquer alteração é vista como sinal de doença. Os hipocondríacos vão a vários médicos atrás de confirmação de um diagnóstico imaginário (na boa, não acho que estou sempre doente, mas adoooooooooro tomar remédio, eu sei que isso não é legal, mas eu adoooro. Minha bela vive brigando comigo por causa disso).

Beijos e mais beijos

quarta-feira, 8 de julho de 2009

O dom do perdão


Por vários dias fiquei sem sair de casa, vivendo de bolachas recheadas esquecidas no armário da cozinha.
Imaginava que logo mandariam cortar a luz, a água, o telefone, internet, menos a casa. A casa era minha paga centavo por centavo.
Deitada no meu sofá, esparramada, melhor dizendo, passava em minha mente tudo o que já havia acontecido comigo, o que eu havia feito e o que não. Perguntava-me, em pensamentos, por que a minha vida se transformou daquela maneira. Por que eu fui tão burra, tão ingênua em acreditar nela.
A campainha tocou, interrompendo os meus pensamentos. Fiquei tentando imaginar quem poderia ser, tanto é que por muitos dias e noites, aquela campainha não tocava. Levantei e fui até a porta, antes de abrir, olhei pelo olho mágico.
Era ELA!
Um frio na barriga, um aperto no peito e a única vontade que senti naquele momento foi gritar, mas não gritei. Uma felicidade invadiu a minha sala ao vê-la ao mesmo tempo um ódio me corroia, lembrei de tudo o que ela fez, lembrei que ela foi a causadora da minha vida estar de ponta cabeça agora.
Não consegui abrir a porta, a vi virando as costas e indo embora. Naquele momento vi que eu não tinha um dom, o dom do perdão.



Flor de Azeviche


"Às vezes, eu escrevo para mim, para ela, para outros, para ninguém. Esse post, foi para ninguém, talvez um pouco para mim, não para ela, nunca para ela."

domingo, 5 de julho de 2009

o Fim de Semana

Hoje fui assitir a um show, olha que beleza! Um show em Homenagem a Sérgio Sampaio, com participação de: Jards Macalé, Marcia Castro (uma mulher de uma voz MA-RA-VI-LHO-SA, por qual eu fiquei apaixonada), Luiz Melodia e o grande Zeca Baleiro. Claro, vi o nome "Zeca Baleiro", nem procurei saber quem seriam os outros, homenagem a alguém? Puff, até parece, mas cheguei lá e foi um show lindo. O Zeca até olhou para mim e falou "Oh Flôr, você por aqui" rs.
Antes de começar o show fiquei por lá, perambulando, lendo e assitindo a uma apresentação de circo com a palhaça Zulipeta Violeta. Foi muito bom, muito enraçado, a fulaninha é muito irônica, adorei (acho que porque me identifiquei com ela kkkk). E olha que eu detestava circo (ainda não sou fã, mas...).
Vaí aí uma música de Sérgio Sampaio que foi gravada pelo meu amor, Zeca Baleiro.

Não adianta, / Não adianta nada ver a banda, / Tocando “A Banda” em frente da varanda, / Não adianta o mar, / E nem a sua dor.

Não adianta, / Não adianta o bonde, a esperança, / E nem voltar um dia a ser criança, / O sonho acabou, / E o que adiantou?

Não tenho pressa, / Mas tenho um preço, / E todos tem um preço, / E tenho um canto, / Um velho endereço, / O resto é com vocês, / O resto não tem vez.

O que importa, / É que já não me importa, o que importa, / É que ninguém bateu em minha porta, / É que ninguém morreu, / ninguém morreu por mim.

Não quero nada, / Não deixo nada, que não tenho nada, / Só tenho o que me falta e o que me basta, / No mais é ficar só, / Eu quero ficar só.

Não adianta, / Não adianta, que não adianta, / Não é preciso, que não é preciso, / Então pra que chorar? / Então pra que chorar? / Quem está no fogo, está pra se queimar, / Então pra que chorar?
Não Adianta - Sérgio Sampaio

Zeca Baleiro, Macalé, Luiz Melodia e Marcia Castro

Zulipeta Violeta

Beijoos

sábado, 4 de julho de 2009

Sai daqui e não me olhe mais com esse olhar crítico de quem sabe muito mais do que eu. Você é uma estúpida e o que me resta é te desejar muita sorte no mundo em que você não vive. Já é bem grandinha para isso. E outra, tem dias que eu te destesto.

"Para alguém que não merece mais ouvir a minha voz."

sexta-feira, 3 de julho de 2009

Uhuhh \o/

Obaaaa, o meu pc voltoooou!
Isso não é perfeito? Podem falar que eu sei que foi a melhor notícia que vocês tiveram nos últimos tempos. kkk (nem tô me achando).
Vou poder colocar, novamente, os videozinhos que eu queria colcoar, vou poder fazer um monte de coisa que não fiz na ausência dele, como me fez falta. rs
Mas tudo bem, o outro que estava aqui, me ajudou bastante também, mas nada como o que é nosso. rsrs
Aiai...
Beijos

sexta-feira, 26 de junho de 2009

E o Rei do Pop se foi

Pois é, ele, realmente, se foi!

Eu que achava que Michael Jackson era imortal.

Confesso que fiquei triste com a notícia, mas como diz meu pai: Para morrer, basta estar vivo.

(Hoje estou com poucas palavras rs)



Ah, meu amigo Simbi, pediu que eu ajudasse a divulgar uma promoção que você pode ganhar uma revista UNIVERSO PHOTOSHOP, se você gosta de brincar com as fotos e muito mais, não deixe de participar, então aqui está.

Beijos, pessoas

terça-feira, 23 de junho de 2009

E você? O que faria?

Hoje acordei cedo, liguei a TV e tava passando aquele programa da RedeTV, Manhã Maior, é esse mesmo, aquele que imita o Hoje Em Dia, da Record (tanto faz para mim, todos eles passam a mesma coisa, apesar de que o da Record, só fica falando da A Fazenda, o mais novo reality show da TV Brasileira - Imaginem a voz do Britto Junior kkkk).
Enfim, voltando ao assunto. Eles falavam sobre o fim do mundo, que, segundo o calendário maia, o mundo irá se acabar no dia 21 de Dezembro de 2012. Que nesse dia haverá grandes catástrofes como vulcões em chamas, tsunamis, guerras e, aí sim, O Fim do Mundo acontecerá. Que viria um raio do sol que atingiria o planeta e mais umas outras coisas, mas como eu estava acabando de acordar, não me lembro exatamente como eram as palavras.

Agora me diz, isso tudo já não acontece no planeta? Acho que o homem é o maior causador do "fim do mundo", não? Com tantas guerras, desmatamento, animais sendo maltratados e outras coisas, para mim, isso já é o fim do mundo. Não é preciso um calendário para mostrar isso, eles estão atrasados, pois o fim do mundo começou a muito tempo.

Bom, no programa havia a seguinte pergunta clichê:


O que você faria se o mundo acabasse amanhã?


Resposta da Flor de Azeviche:


Eu, realmente, não sei, acho que eu iria falar com todas as pessoas que eu amo, me desculpar de algumas coisas, e, tentar ficar em paz comigo mesma, antes de tudo (ah que meigaaa rs).


E vocês, queridos leitores e leitoras do meu blog amado, o que fariam se o mundo acabasse amanhã?


Compartilhem comigo rs.


Beijos pr'ocês

sábado, 20 de junho de 2009

E Caralho

AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA

Eu to querendo gritar, to com um tédio que não é meu, aff.
Quero sair correndo, não quero ficar nesse lugar.
Hoje tenho uma festa de aniversário para ir, da amiga da minha mãe (uhuuu super ¬¬³³³³), ainda bem que lá vai ter cerveja e vódka.

Grande! Eu não vou beber...

Diálogo - II

"Não tenho mesmo o que fazer (Tédioooo)"


"Qual você prefere, a verde ou a azul?"

"Ah amor, sei lá, você gosta mais de verde. Leva a verde."

"Mas você não acha que eu tenho muitas coisas verdes já? Vou levar mais uma?"

"Então leva a azul!"

"Você não acha que a azul é meio sem graça? Não é meio apagada?"

"Por que está na dúvida entre a azul se não gostou? Leva a vermelha!"

"Eu odeio vermelho!"

"E eu odeio vir ao shopping com você!"

"Você é uma grossa! Não sei por que me trata assim, só queria a sua opinião e você vem com as suas grosserias. Às vezes, acho que sou casada com um homem."

"Tá bom amor, não falo mais assim, tá? Desculpa. Olha pra mim. Oh meu amor, não chora, por favor, não faço mais."

"Promete?"

"Prometo!"

"Então, qual que eu levo? A verde, a azul... olha essa roxa, é linda."

"Puffff..."

"Você prometeu."

"Leva as três."

"As três não posso."

"Eu pago, vai."

"Ah amor, que linda! Obrigada."


Flôr de Azeviche

quarta-feira, 17 de junho de 2009

Só hoje


Cheguei, era exatamente 18:00, e abri a porta da sala, os meus passos lentos me levaram e sentei no sofá com cheiro de mofo, devido a chuva que caiu e entrou pela minha janela que deixei aberta, foi um sufoco para secar. Não tirei a roupa do trabalho, apenas soltei a bolsa ao meu lado. Eu não tinha ânimo para nada. Olhei em direção ao corredor que me levava para o quarto. Cindy, a minha gata de pêlos longos e pretos com manchas brancas veio até o sofa e afiou as garras, se fosse ontem eu teria mandado-a parar, mas eu não liguei, o barulho que ela fazia me agradava, Só hoje!

Do mesmo jeito que Só hoje eu queria você ao meu lado, Só hoje eu queria olhar para o corredor e ver você vindo em minha direção me enchendo de beijos e abraços. Só hoje eu queria ouvir você dizer que me ama...


Flôr de Azeviche

terça-feira, 16 de junho de 2009

Diálogo - I

"Ah mais isso deve ser muito difícil de fazer. Você tem certeza que eu consigo?"

"Claro que consegue, você só tem que prestar a atenção em como eu faço para poder fazer igual a mim e ficar bom"

"Ué, me explica direito então. Toda vez que começo você fala que não é assim e não me deixa fazer. Assim não aprendo mesmo."

"Tá bom, então, presta a atenção aqui. Você pega desse jeito e passa por aqui, entendeu?"

"Tá. Deixa eu tentar fazer."

"Ah conseguiu, tá vendo? É só uma questão de con-cen-tra-ção. Agora, me empresta um segundinho, faz esse ponto aqui, presta a atenção, entendeu como é?"

"Assim?"

"Não. Você tem que dar a volta. Faz de novo."

"E agora?"

"Isso, muto bem. Até que você aprendeu muito bem."

"Nossa, crochê é uma terapia, vó."


Flôr de Azeviche

quinta-feira, 4 de junho de 2009

Problemas, problemas e problemas

Pessoas queridas leitores e leitoras do meu blog. Estou aqui para avisar-lhes que eu estarei off por algum tempo devido uma pane que deu nomeu PC, simplesmente, numa bela manhã de dia cinza ele naõ ligou mais, vejo que tem novos comentários e pessoas novas lendo o meu querido manual. PROMETO, que quando eu voltar (quer dizer, o PC) eu vou até todos esses blogs que eu adooooro ler e ler o que eu não li antes.
Estou aqui numa lan house (um amigo meu escrevia "lã rause" acreditem rs), PC de lan é um lixo. rs
Enfim...
Hoje é só isso, até quando o meu PC voltar.
Beijooos da Flôr

sábado, 30 de maio de 2009

Nem sei o que eu posso fazer se eu encontrar você pela rua, pelo metrô, ou qualquer lugar que for. Só sei e quero que isso não aconteça. Pois se ela apagou dois cigarros na sua foto 3/4, eu apago nos seus olhos e ainda deixo um (por que não os dois?) roxo e o seu nariz quebrado.
Então, o recado está dado!

Nossa, como eu to brava, to uma cangaceira nata (rs)

quinta-feira, 28 de maio de 2009

Algo de mais estranho para acontecer???

Ontem aconteceram coisas bizarras, não só ontem, essa semana...
Vamos lá, estão dispostos a ler? Acho que hoje vai ser grande kkkkk
Primeiro um sonho muito do estranho, não me lembro de foi de domingo para segunda ou se foi de segunda para terça, enfim. Como diz a minha bela “você é a mestre em sonhos estranhos”.

“Estava eu com um grupo de estudantes, mas que eu não conhecia ninguém. Estávamos num parque, ou no zoológico, não me lembro, lembro que era um lugar cheio de trilhas e tudo muito verde, muita natureza. Parava eu do lado de um moço e via o rabo de uma onça pintada (como pode, senhor?). E logo depois eu via um crocodilo gigaaante correndo atrás de mim”

Claro, depois disso tudo eu acordei, e, acordei com o coração palpitando, liguei para a minha mulher, contei o sonho [o pesadelo, né?!] querem mesmo saber o que ela fez? Ela riu de mim. Mas tudo bem nem falo nada, pois eu daria muito mais risada do que ela, eu sei, me conheeeeeeço.

Agora sim. ONTEM. Minha mulher (amor, desculpa tenho que falar) foi pagar a condução do ônibus com uma nota de R$ 10,00 (dééééiiiiz reaiis na carteira dele – Opa baixou a Vanessão aqui em mim), a cobradora um caminhããão (hoje estou escrevendo, realmente, do jeito que eu falo) não tinha troco, eu passei a catraca e minha mulher ficou do lado da frente, é tão ruim essa distancia entre nós. Veio um ser que estava no ônibus, sentada não sei onde e me falou:
“Quer ver se o meu cartão passa?”
Eu olhei para ela e fiquei com uma cara de “sim, por favor”, ela passou e a barreira que havia entre nós foi quebrada. Agradecemos à moça e sentamos, mas até agora eu não sei por que ela pagou a condução, fiquei com a pulga atrás da orelha, tive que postar aqui para alguém poder me ajudar a entender o porquê a moça fez isso.
Tudo bem, descemos do ônibus, fomos para o SESC, chegando lá, não podíamos comer porque iria acontecer um evento e estava fechada a comedoria do lugar, que legal né?!
Tudo bem, tudo bem, fomos para o shopping, eu precisava primeiro de tudo lavar a mão, porque, pessoas, uma coisa que eu o-d-e-i-o é ônibus e metrô, já que fui lavar a mão, fui usar o sanitário (ai hoje to muito besta, gente, mas por favor, leiam até o fim, ou não, se preferirem rsrs) não tinha lugar onde eu colocar a bolsa, odeio quando vou aos banheiros e não tem lugar para pendurar a bolsa, tá pensando o que?! Quando eu acabo de fazer o que eu tinha que fazer mesmo segurando minha bolsa não sei como, fui dar descarga, alguma louca protestante escreveu a seguinte frase
“POR FAVOR COLOCAREM ALGO PARA PENDURAR AS NOSSAS BOLSAS. NÃO SOMOS MALABARISTAS”
Ah dei risada, claro, eu queria ali o ganho para pendurar a minha bolsa, mas não faria isso, mesmo. Falei para a minha bela ler e enquanto eu lavava a minha mão (de novo? Sim!) ela me sai do banheiro e fala:
“Eu sei quem foi!”
Eu muito ingênua, respondo:
“Quem, amor?”
Ela irônica, olha para mim e dá uma risada sarcástica.
“Uma fulana aí, que gosta de ficar protestanto as coisas inúteis”
Eu dei risada, apenas.

Depois cheguei a minha casa, já havia tomado banho e colocado a minha roupa de dormir, já tinha dado boa noite para minha pequena, e só depois de uns trinta minutos minha mãe, o quarto dela é do lado do meu, me manda uma mensagem no celular assim:
“Tá tarde já, não é?”
Fui para o quarto dela e falei:
“Mão, já cheguei tem um bom tempo. Boa noite.”
Hoje ela me acorda às seis horas da manhã (vocês têm noção desse horário para a minha pessoa? Eu sei que isso vai mudar logo menos, mas não tinha que ser hoje) falando assim:
“Você não vai para a entrevista?”
“Que entrevista, mãe? Não é hoje não.”
Ligo para a minha bela, ela me fala que eu to estranha, depois fala que eu não estou mais (ela é linda).
Mas eu to feliz, está tudo dando certo, apesar dos pesares, tudo dando mais que certo.

Até que não ficou muito grande, só falei muita besteira rsrs...

Beijos, pessoas queridas e leitores (as) do meu blog amado! ;]

segunda-feira, 25 de maio de 2009

Entenda de uma só vez...

Cansada de tanta coisa que aguentei, mas essa semana (ontem) dei um basta em tudo o que me fazia mal, pois sim VOCÊ me fazia muito maaal. E agora me sinto tão bem e feliz por ter deixado tudo isso pra lá...
Não te desejo mal, não mesmo...
Mas te desejo distância de mim...
E o meu passado? Ah, realmente esqueci e você foi um dos primeiros a sumir da minha mente, em todos os sentidos ok?

Ai, eu precisava falar!
Ufa, eu estou melhor e mais leve...

sexta-feira, 22 de maio de 2009

Amnésia Alcoólica


Acordei com dor de cabeça e uma desconhecida ao meu lado. Reparei na moça, até que não era mal, estava ela deitada de barriga para baixo, o lençol cobrindo apenas as pernas, um corpo bonito, cabelos vermelhos, curtos, uma tatuagem de flores nas costa nas costas com um escrito abaixo “Surpreender!”, é nem tudo poderia ser perfeito. Levantei-me, coloquei uma camiseta que encontrei jogada pelo chão, fui até o banheiro e me olhei no espelho, eu estava totalmente acabada, restos de maquiagem nos olhos, molhei o rosto, escovei os meus dentes, tentando me lembrar do nome da fulana que estava na minha cama e passou a noite comigo. Acho que era alguma coisa com A: Amanda, Ana, Alice. Mais uma vez lavei o rosto, tentando tirar o restante de maquiagem da noite anterior. Voltei para o quarto a menina estava acordada sentada na cama com o lençol ainda, apenas, sobre as pernas.
- Oi. – Disse ela meio sem graça.
- Oi. – Respondi.
Na posição em que ela estava ela ficou, enquanto isso, fui a procura de minhas roupas pelo chão, meu quarto cheirava a sexo. Será que tínhamos transado tanto daquele jeito? - pensei.
Eu odiava a minha amnésia alcoólica, além de não lembrar o que eu tinha feito, não lembrava quem eu trazia para a minha casa, eu estava ficando perturbada e chegando a hora de parar de beber. Sentei-me na cama de costas para a Aline, Alessandra, Andréa. Senti uma mão em minhas costas e um beijo em minha nuca, me arrepiei com a pegada da fulana, confesso, mas eu não queria nada naquele momento, me virei e levantei ao mesmo tempo, dizendo:
- É... Amanda? Eu to com um pouco de dor de cabeça, e... sei lá, você... hum, tenho que arrumar toda essa bagunça, enfim.
Pelos olhos dela, ela parecia ter ficado brava, pegou as suas roupas, e as vestiu numa velocidade que nunca vi. Foi saindo do quarto, nem quis usar o banheiro, saiu feito uma bala. No momento em que fui passando pela minha sala e via a bagunça que estava a minha cabeça doía mais ainda.
Ela chegou até a porta, abriu e antes de sair me disse:
- A nossa noite foi muito boa, Renata, pelo menos pra mim. Ah, e o meu nome? É Alana!
Bateu a porta.
Falei baixinho para mim mesma e com a mão na cabeça:
- E o meu é Paula.