happines is found inside your heart.

quinta-feira, 31 de julho de 2008

Só isso!

Faz tanto tempo que eu naõ apareço por aqui =)
Esses dias estive [ainda estou] muito cansada... rsrs
Sei lá, só pra mandar um beijinho de fim de julho, um mês muito teeenso
Espero que todas as pessoas que andam por aqui estejam ótemas, e prometo, que não vou mais ficar tanto tempo sem aparecer ;]
Beijinhos pessoinhaas [hoje eu naõ to com nada rs]

segunda-feira, 21 de julho de 2008

Dia do Amigo [20/07]

Quantas vezes nós pensamos em desistir, deixar de lado, o ideal e os sonhos.
Quantas vezes batemos em retirada, com o coração amargurado pela injustiça.
Quantas vezes sentimos o peso da responsabilidade, sem ter com quem dividir.
Quantas vezes sentimos solidão, mesmo cercado de pessoas.
Quantas vezes falamos, sem sermos notados.
Quantas vezes lutamos por uma causa perdida.
Quantas vezes voltamos para casa com a sensação de derrota.
Quanta vezes aquela lágrima, teima em cair, justamente na hora em que precisamos parecer fortes.
Quantas vezes pedimos a Deus um pouco de força, um pouco de luz...
E a resposta vem, seja lá como for: um sorriso, um olhar cúmplice, um cartãozinho, um bilhete, um gesto de amor.
E a gente insiste!Insiste em prosseguir, em acreditar, em transformar, em dividir, em estar, em ser.
E Deus insiste em nos abençoar, em nos mostrar o caminho:
aquele mais difícil, mais complicado, mais bonito.
E a gente insiste em seguir, porque tem uma missão.... e AMIGOS COMO VC!


"É tão bom ganhar essas coisas, ainda mais de pessoas tão especiais, amigos que sabemos que são verdadeiros, mesmo não morando do nosso lado e estando colados a cada segundo. Cacau, minha Flor de Laranjeira eu amo você mulher!"

terça-feira, 8 de julho de 2008

Tantos Desejos - Patrícia Gomes

Podia sentir cada espaço se preenchendo de desejos de um sol de setembro, um sol intenso, seco, forte, que queimasse até a raiz do que não mais queria em sua pele. Limparia todo o carvão, não mais com lágrimas derramadas, mas com a chuva que escalda a noite, sedenta de umidade e delicadeza. Sente-se chegar, como pequenas marolas de sonhos... Deixa-se transbordar de sonhos, sol, chuva, Saaras e oceanos sem fim.

Não quer, como nunca quis, ficar à margem. Quer a profundidade, o mergulho, mesmo que nada seja seguro. Do contrário, não há desejos de se lançar tão livremente, e só restará flanar, como o pólen delicado de uma flor, que é lançado ao tempo, sem rumo, sem paradeiro... E ficar assim em suspenso por longo tempo...

Mas há, em algum lugar, um porto onde, após cada mergulho, descansará aconchegada e segura de si mesma... Ao final do vôo, haverá sempre um ventre à sua espera, para juntos germinarem todos os sonhos comuns...

Ao menos é o que eu espero...
"Mais uma vez, minha Flor de Lótus me emocionando"

segunda-feira, 7 de julho de 2008

Delírio - Vanessa da Mata

Dá o seu gosto de desejo
Dá os seus olhos de menino
Sem regra ou comprometimento
Sem se importar com que for vendo

Nossa sede de liberdade
Eu quero é dançar da forma que me der
A música expondo o seu corpo à vontade
Nas incontáveis formas de se divertir

Dá o seu gosto de desejo
Dá o seu beijo despojado
Seus pensamentos mais intensos
O seu rosto de pecado

Nos gemidos que desordenam
Nas mãos que me fazem entender Adão
A música expondo seu corpo ao delírio
as incontáveis formas de se divertir

sábado, 5 de julho de 2008

Rebeldia

Infelizmente as coisas não são do jeito que esperamos ser, mas vamos levando mesmo assim.
Um dia sabemos que essas coisas podem mudar. Ainda bem que existe essa esperança.
Até que ponto? Até que pontos têm que agüentar essas coisas? Tudo poderia ser mais fácil, mas também, se fossem fáceis, não teria graça a vida. O bom é quando se tem que encarar a realidade, o que vivemos não é conto de fadas.
Pois é, hoje estou assim, rebelde rs

terça-feira, 1 de julho de 2008

Atos e Sentimentos - Rubem Alves

Somos donos
de nossos atos, mas não donos
de nossos sentimentos;

Somos culpados
pelo que fazemos,
mas não somos culpados
pelo que sentimos;

Podemos prometer atos,
mas não podemos prometer
sentimentos...

Atos são pássaros engaiolados,
sentimentos são pássaros em vôo.